Bruno Covas prorroga quarentena em São Paulo e te contamos qual é a nova data

O prefeito publicou um novo decreto no Diário Oficial e explicou como a medida irá funcionar para a reabertura dos estabelecimentos

Resumo da Notícia

  • Bruno Covas prorrogou a quarentena em São Paulo
  • O prefeito anunciou quais serão as novas medidas
  • O objetivo é conter a contaminação do novo coronavírus
  • Os estabelecimentos deverão enviar uma análise de abertura
O prefeito de São Paulo prorrogou a quarentena na cidade (Foto: reprodução / G1)

Nesta sábado, 30 de maio, o prefeito Bruno Covas determinou uma nova data para o fim da quarentena na cidade de São Paulo. O decreto, que foi publicado no Diário Oficial, prorrogou o prazo para o dia 15 de junho.

-Publicidade-

Até este período, a reabertura dos serviços não essenciais como shoppings, galerias, comércios e serviços deverão passar por uma avaliação de funcionamento. De acordo com informações do Uol, a Prefeitura ainda não informou quanto tempo levarão as análises, mas disse que espera que os estabelecimentos possam abrir antes do dia 15 de junho.

A medida é uma forma de conter o novo coronavírus (Getty Images)

O governo do estado liberou que as atividades pudessem ser exercidas, mas as regras deverão ser definidas por cada município. Na cidade de São Paulo, os setores devem apresentar uma requisição para poderem voltar a funcionar.

-Publicidade-

“A partir de segunda-feira (1º), começamos a receber as propostas setoriais de atividades imobiliária, escritórios, comércio, shoppings e concessionárias de veículos. Elas devem atender o disposto no decreto, que terão de ser referendadas pela vigilância sanitária do município e assinadas antes da retomada das atividades”, explica Bruno Covas em uma nota enviada pela prefeitura ao Uol.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-