Cabeleireiro libera Wi-Fi do salão para crianças estudarem durante a pandemia

Tudo começou com uma menina, que tomou coragem e pediu para usar a internet para fazer a tarefa de casa. O gesto se popularizou e chamou atenção de famílias do bairro

Resumo da Notícia

  • Cabeleireiro libera Wi-Fi do salão para crianças estudarem durante a pandemia
  • Tudo começou com uma menina, que tomou coragem e pediu para usar a internet para fazer a tarefa de casa
  • O gesto se popularizou e chamou atenção de famílias do bairro
  • A mãe da garota agradece o profissional, por ajudar e incentivar o estudo em um período tão complicado

Don Juan, um cabeleireiro do Paraguai, percebeu a dificuldade que algumas crianças do país tinham para conseguir acompanhar as aulas online, pela falta de recursos e internet. Vendo essa realidade, ele decidiu agir e fazer algo para ajudar. Então, começou a dar o acesso ao Wi-Fi que tem no salão dele para que as crianças conseguissem acompanhar as aulas online.

-Publicidade-

O homem, que tem 65 anos, acabou se tornando um verdadeiro anjo para as crianças do bairro Los Naranjos, na cidade de Ñemby, afinal, graças à boa vontade dele, as crianças conseguiram continuar estudando. “Há algumas semanas, uma das minhas vizinhas me abordou para perguntar se ela poderia usar minha internet para fazer o dever de casa. Claro que sim, eu disse a ela, já que também tenho filhos e sei como é difícil estudar assim”, contou ele, em entrevista ao jornal local El Popular.

Cabeleireiro libera Wi-Fi do salão para crianças estudarem durante a pandemia (Foto: Getty Images)

Depois disso, a menina começou a ir até o salão usar o Wi-Fi dele para fazer as lições de casa. A partir daí, outras crianças começaram a aparecer. Foi então que os moradores perceberam o que estava acontecendo e o gesto do cabeleireiro ficou famoso no bairro, depois que uma menina foi flagrada estudando em uma mesa de madeira, sentada em um balde de plástico, usando a internet do salão.

A mãe da menina, Silvia Benítez, ficou extremamente agradecida pela atitude de Don Juan, que ajudou a filha e tantas outras crianças a não perderem o estímulo pelo estudo em um período tão difícil.