Cachorro finalmente reencontra família após ter sido sequestrado por 20 dias

Queuma Dos Santos e o companheiro, Maycon Lim, viveram um pesadelo após o pitbull do casal, Perseé, ter sido roubado e sumido por 20 dias

Resumo da Notícia

  • Um casal finalmente reencontrou o cachorro perdido após 20 dias de procura
  • Queuma Dos Santos e o companheiro, Maycon Lim, viveram um pesadelo após o pitbull do casal, Perseé, ter sido roubado
  • O pet foi encontrado a 700 km da casa da família

Queuma Dos Santos e o companheiro, Maycon Lim, viveram um pesadelo após o pitbull do casal, Perseé, ter sido roubado. Isso porque, após isso, foram 20 dias de uma incansável procura até que encontrassem o cachorro sozinho a 700 km de onde morava com a família.

-Publicidade-

“Assim que ele desapareceu, tivemos o depoimento de uma pessoa que disse ter visto um carro parar em uma rotatória. Um casal saiu do veículo para chamar o cachorro para vir em sua direção. Na hora, tínhamos colocado a ideia de que ele tinha sido roubado”, relembra Queuma.

Foi por meio de cartazes, conversas com vizinhos e até mesmo oferecendo uma recompensa de  €2.000 que o casal tentou reencontrar Perseé. Eles já estavam sem esperanças, quando toparam comum grupo de pessoas que afirmou ter visto o cachorro.

O casal fez cartazes
O casal fez cartazes (Foto: Reprodução/ Tribuna de Jundiaí)

“Quando entramos em contato com eles, uma mulher nos contou que viu nosso anúncio e que alguém havia deixado  para ela um cachorro muito parecido com o nosso”, diz. “Ela estava agindo como se não soubesse de nada, e pedi fotos do animal”.

A mulher mandou algumas fotos mas, mesmo assim, Queuma queria confirmar que se tratava mesmo de seu cachorro. Por isso, pediu que as duas se encontrassem em um veterinário local, para que ela levasse Perseé e ela pudesse confirmar.

Contudo, isso também foi negado pela desconhecida. “Naquela época, vi que ela queria que déssemos  os €2.000 da recompensa, mas isso estava fora de questão. Ela indicou que não queria deixá-lo no veterinário para que ele não dormisse em uma gaiola. Tínhamos medo de que ela fizesse chantagem, mas mantivemos a calma para jogar o jogo dela”.

Por causa disso, o casal topou encontrar a mulher em um local combinado com ela – tudo para que Perseé se mantivesse a salvo. “O Persée vai se recuperando lentamente do pesadelo, pois dorme sem parar, fomos ao veterinário, que tirou a temperatura dele e verificou essas juntas, limpando os ouvidos, anti pulgas, amostra de sangue para análise dos rins dessa desidratação. O Persée está muito arrasado. Quando o encontramos ele estava extremamente desidratado a ponto de podermos ver essas costelas, nosso coração se partiu ao vê-lo assim. Lá ele fica mais hidratado e para o peso, aos poucos vai se recuperando”. E ainda ressalta, “Gostaria de frisar que o Persée foi roubado, quem entrou em contato com minha namorada para devolvê-lo foi quem o roubou, por isso ele não teve recompensa!”.