Campanha Nacional de Vacinação fala sobre a importância de combater fake news sobre vacinas

A prevenção poderá ser feita entre os dias 10 de abril a 31 de maio

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe já começou (Foto: Getty Images)

No dia 10 de abril começou a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe.

-Publicidade-

A Campanha priorizará a imunização aos grupos que são de risco: gestantes, pessoas com mais de 60 anos, crianças a partir dos 6 meses aos 6 anos de idade, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, professores de redes públicas e privadas, profissionais da área de saúde e portadores de doenças crônicas como diabetes, asma, entre outras.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a gripe tem gerado cerca de 650 mil óbitos por ano, no mundo todo. Sendo assim, a Campanha é muito importante para conter, e diminuir, esse quadro.

-Publicidade-

Ultimamente, muitas pessoas não estão se informando sobre a vacinação, propagando muitas notícias falsas e, consequentemente, deixando a prevenção de lado.

O doutor Sylvio Renan Monteiro de Barros, pediatra da clínica MBA Pediatria, ressaltou a importância da vacinação e disse que o maior desafio é combater a desinformação que acontece à respeito das vacinas. “O benefício da vacina é inegável, proporcionando mais segurança para o desenvolvimento pleno da criança”, ele diz.

O Dr. Sylvio também esclareceu que as crianças a partir dos 6 meses devem receber a vacina contra a gripe e alertou que os pais e outras pessoas que estão em contato com o bebê também devem estar vacinados.

Os bebês e as crianças estão no grupo de risco porque tem o sistema imunológico frágil contra infecções, assim como os idosos. Apesar da gripe ser uma das doenças que atinge as pessoas todos os anos, ela é ignorada pela população, o que explica o aumento da mortalidade no mundo.

A vacina também está sendo disponibilizada em hospitais e clínicas particulares para proteger a família inteira.

Reações
As reações são raras e leves, tendo como principais sintomas a febre, que pode ser controlada com antitérmicos receitados por um médico. É comum sentir dores no corpo, que podem ser tratadas também com analgésicos.

Caso haja vermelhidão no corpo, febre alta ou inflamação no local que a vacina foi aplicada, a pessoa deve ser levada para um atendimento médico.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe acontecerá entre os dias 10 de abril a 31 de maio na rede pública e nas clínicas privadas.

Leia também:

Campanha de vacinação contra a gripe começa nesta semana: saiba o que muda em 2019

Sociedade de Pediatria cria campanha para o Abril Azul e relembra importância da vacinação

Novo aplicativo ajuda os pais a acompanharem a caderneta de vacinação dos filhos

    -Publicidade-