Capivara é flagrada por famílias passeando nas praias do Rio de Janeiro

Ela conseguiu dar um último mergulho antes da virada do ano e se misturou aos banhistas

Resumo da Notícia

  • Na última quarta-feira, 29 de dezembro, uma capivara, isso mesmo, uma capivara passeou pelas praias do Rio de Janeiro
  • Ela conseguiu dar um último mergulho antes da virada do ano e se misturou aos banhistas
  • Tudo isso rendeu a participação dos bombeiros e da Guarda Civil na história

Na última quarta-feira, 29 de dezembro, uma capivara, isso mesmo, uma capivara passeou pelas praias do Rio de Janeiro e conseguiu dar um último mergulho antes da virada do ano e se misturou aos banhistas – o que rendeu a participação dos bombeiros e da Guarda Civil na história.

-Publicidade-

De acordo com o Corpo do Bombeiros, o animal passou por várias partes da cidade totalmente tranquila, sem ameaçar ninguém. A capivara deu um passeio e chamou atenção dos agentes que foram verificar se o bichinho precisava de algum cuidado médico, mas pareceu bem de saúde.

Capivara é flagrada em praia do Rio
Capivara é flagrada em praia do Rio (Foto: Reprodução/ Instagram)

Pouco tempo depois ela entrou no mar do Leblon, por onde fugiu do resgate. As famílias que passavam pelo local conseguiram registrar alguns momentos do roedor na praia. De acordo especialistas, não é algo tão raro uma capivara acabar na praia, saindo de algum local banhado por água doce ou salobra.

Que susto!

Já pensou estar se preparando para sair de casa para uma caminhada e, ao abrir a porta do seu apartamento, se deparar nada mais nada menos do que com um jacaré? Pois é, a ideia pode parecer um pouco absurda, principalmente quando falamos de um prédio, mas isso realmente aconteceu com um homem em Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio.

Homem sai para passear com cachorro e encontra jacaré na porta do apartamento
Homem sai para passear com cachorro e encontra jacaré na porta do apartamento (Foto: reprodução G1)

Marcelo Cruz estava saindo para passear com o cachorro logo cedo, por volta das 5h40, quando se deparou com o animal do lado de fora do apartamento, que fica no térreo de um prédio. O jacaré estava com a cabeça apoiada no chinelo dele, que estava do lado de fora da casa.