Carmo Dalla Vecchia fala sobre filho de 3 anos com João Emanuel Carneiro: “Sou mãe e o João é pai”

O ator detalhou o dia a dia dele e do marido, João Emanuel Carneiro, cuidando de Pedro, de 3 anos

Resumo da Notícia

  • Carmo Dalla Vecchia tem um filho de 3 anos com o autor João Emanuel Carneiro
  • Ele contou mais sobre a personalidade do filho
  • O ator disse que ele faz o papel de 'mãe' na criação
  • Ele também disse que gostaria de aumentar a família

O ator Carmo Dalla Vecchia, atualmente no ar como Alfredo na novela Cara e Coragem, se derrete ao falar de Pedro Rafael Carneiro Dalla Vecchia, filho dele com o autor João Emanuel Carneiro, escritor de novelas de sucesso como A Favorita e Avenida Brasil.

-Publicidade-

Em entrevista à revista Quem, o ator relatou: “Crianças desejadas tornam seres humanos melhores, mais pacientes, menos egoístas. Temos companhia em casa agora, um backup de mim e do João transformado em gente. Temos um menino alegre e feliz com a vida e com muita liberdade de se expressar.”

Carmo e João estão juntos há mais de 16 anos, e o ator contou como eles dividem as tarefas do filho, que tem 3 anos. “Sou tradicionalmente o que chamariam de mãe e o João é tradicionalmente o que chamariam de pai. Sou o que organiza as questões práticas, e ele é o bagunceiro, que dá chocolate antes do jantar e faz o Pedro não querer comer porque já está com a cara toda lambuzada de granulado de brigadeiro“, confessa.

Carmo Dalla Vecchia fala sobre filho de 3 anos com João Emanuel Carneiro: "Sou mãe e o João é pai" (Foto: Reprodução Arquivo Pessoal)
Carmo Dalla Vecchia fala sobre filho de 3 anos com João Emanuel Carneiro (Foto: Reprodução Arquivo Pessoal)

Ele explicou mais sobre o papel de ‘mãe’: “Cuidar de uma criança exige gostar de detalhes e essa é uma característica muito feminina. Mulher geralmente é mais detalhista e homem mais prático. Sendo assim, me considero um homem bem feminino.” E justifica:  “Sei das vacinas, dos presentes de aniversário que preciso comprar para os coleguinhas, se o leite está acabando, se dormiu bem, se tem fimose, se a pomada foi passada, se a pele está seca demais e precisa hidratar, se está na hora de cortar o cabelo, se tem que se agasalhar mais, se ele se cobre à noite, se suou a camisa no pescoço e está com cheiro de suorzinho gostoso de criança, mas tem que trocar a camisa para não pegar friagem… Realmente eu sou a mãe.”

Carmo divide o aniversário com Pedro, afinal ambos nasceram no dia 21 de agosto e são leoninos. “Nosso corpo é igual. Somos muito parecidos fisicamente, apesar de ter momentos que ele se torna claramente o João. Eu tive poucos registros da minha infância e, quando olho para ele, consigo ver claramente como eu era. Tudo foi muito pensado antes dele nascer, ele é um bebê muito desejado, amado e acarinhado”, confessa. E afirma que o filho é muito seguro: “Acho que ele tem uma segurança com o seu mundo que eu acho que não tinha. Nunca deixei meu filho chorando, achando que assim ele iria aprender melhor, e acredito que isso se converteu em segurança na personalidade dele.”

O ator contou que já conversava com o menino antes mesmo dele aprender a falar, e pede consentimento para tudo: “Tudo é muito explicado, sem surpresas desagradáveis para ele. Se vou dar vacina, aviso antes e ele fica no meu colo. Chora por vinte segundos e acabou. Tudo sem que ele tenha se tornado um garoto cheio de birras (não que elas não façam parte!) e que não se relaciona com o mundo à sua volta. Pedro é solar, para fora, seguro de si, sempre pronto para brincar e cansar mais de cinco adultos que se disponham a brincar com ele.”

Carmo Dalla Vecchia fala sobre filho de 3 anos com João Emanuel Carneiro: "Sou mãe e o João é pai" (Foto: Reprodução Arquivo Pessoal)
Pedro é filho de Carmo Dalla Vecchia com João Emanuel Carneiro (Foto: Reprodução Arquivo Pessoal)

Pedro ama de paixão os pais: “Ele nos chama de ‘Pai Carmo’ e ‘Pai João’. E enche a boca para dizer que tem dois pais”, diz Carmo, contando que a homoafetividade não é um problema na família. “Acho que o mundo que o Pedro vive está um pouco mais atualizado nisso (casais homoafetivos). Não acredito sinceramente que será um problema. A história dele vai dizer. Mas acho que se isso for uma questão para alguém que passar na vida dele, com o manancial gigantesco de afeto, de conversa e de cuidado que ele tem, certamente vai tirar de letra”, acrescenta. Carmo também disse que tem o sonho de aumentar a família: “Mas sou voto vencido em casa. A resposta é não. João é muito mais sensato sempre”, conclui.