Carol Nakamura leva mãe biológica do filho para passeio em família

A atriz é mãe de Juan, de 22 anos, e de Wallace, de 11, que chegou à família por meio da adoção

Resumo da Notícia

  • Carol Nakamura é mãe de Juan, de 22 anos e de Wallace, de 11 anos
  • O caçula chegou à família por meio da adoção
  • A atriz revelou no Instagram que mantém uma relação muito próxima com a mãe biológica do filho e, inclusive, a levou para um passeio inusitado!

Carol Nakamura é mãe de Juan, de 22 anos, e de Wallace, de 11 – que chegou à família por meio da adoção. Por causa disso, a atriz já confirmou que pretende manter contato com a família biológica do filho e, assim, apareceu no Instagram para mostrar passeio inusitado que fez com a mãe de Wallace.

-Publicidade-

“Levando a mãe biológica do Wallace para conhecer a escola dela, ela ficou super emocionada. E em seguida a gente resolveu fazer uma surpresa levando ela pro cinema já que ela nunca tinha ido. O que você achou Thais de ter ido pro cinema pela primeira vez?”, disse ela, em vídeo publicado nos stories do Instagram.

 

A mãe biológica de Wallace se divertiu muito com a surpresa, e também se pronunciou no registro. “Eu amei! Estou muito feliz, muito feliz mesmo, estou parecendo uma criança. Eu amei”.

A dupla foi ao cinema
A dupla foi ao cinema (Foto: Reprodução/ Instagram)

Filho resgatado

Após adotar Wallace, de apenas nove anos, que morava em um lixão, Carol Nakamura abriu o coração e disse que quer muito promover a educação do filho. Nesta semana, ela mostrou nas redes sociais mais uma etapa de adaptação: a primeira consulta do menino com a psicóloga.

De com a atriz, assim como informa a Quem, o acompanhamento serve para dar orientação ao novo estilo de vida de Wallace. Carol confessou ainda que também está fazendo terapia, pois tem dificuldade em impor limites ao menino. Mesmo o tendo como um filho, ela afirmou que possui apenas uma licença para cuidar da escolaridade dele, mas tem esperanças de conseguir a guarda no futuro.

Nos primeiros meses, em entrevista à Quem, Carol falou sobre a adaptação: “Até o que é básico para nós, para ele é muita coisa, como elevador, escada rolante e água no chuveiro. Depois ele começou a ter comportamento normal de criança, como umas pirracinhas. Desde que ele chegou aqui, a gente não teve grandes problemas. Ele é uma criança super carinhosa, extremamente inteligente e esperto. Muito vivido, às vezes tem mais vivência em algumas coisas do que eu”. Para saber melhor, clique AQUI.