Carreiras do futuro: como preparar seu filho para o amanhã

É natural que os pais se preocupem com o futuro dos filhos e busquem meios de fazer com que eles destaquem mais e colham bons frutos no futuro. Com um mundo tecnológico, as prioridades necessárias estão mudando cada vez mais, mas a gente te ajuda a se preparar!

Resumo da Notícia

  • A tecnologia está fazendo com que o mundo que conhecemos mude cada vez mais rápido
  • Com isso, as carreiras e necessidades também estão mudando
  • Conversamos com uma especialista no assunto para falar mais sobre como preparar seu filho para as carreiras do futuro

Uma coisa é fato: o mundo está mudando (se formos parar para pensar, sempre esteve, não é mesmo?!). Mas com a vinda da tecnologia, essas mudanças estão acontecendo cada vez mais rápido e é normal se perder no meio de tanta novidade. Com tanta coisa acontecendo, é natural que, como mãe ou pai, você tenha dúvidas a respeito de como preparar seu filho para estar pronto para um mercado de trabalho no futuro nessa nova realidade.

-Publicidade-

Muita calma! Não estamos falando sobre colocar crianças para trabalhar, adultiliza-las ou colocar pressões desnecessárias nessa fase única da vida que é a infância. Mas, desde sempre, é natural que os pais se preocupem com o futuro dos filhos e busquem meios de fazer com que eles destaquem mais e colham bons frutos no futuro. Conversamos com a Silvia Berger, mãe de Manoela e Mirela, sócia fundadora da Trilogie Branding e Carreira, que nos deu algumas dicas de como preparar seu filho para esse “novo mundo”.

Um dos pontos citados pela profissional é a importância de olhar com mais cuidado para o autoconhecimento. “É muito importante que o jovem tenha consciência de quem ele é, o que ele gosta e o que o motiva. Isso faz com que ele seja protagonista do futuro dele, seja menos influenciado e possa tomar decisões mais embasadas. Questionar sempre o porque e para que de cada movimento e escolhas é uma maneira de direciona-lo a isso”, orienta ela.

Carreiras do futuro: como preparar seu filho para o amanhã
Carreiras do futuro: como preparar seu filho para o amanhã (Foto: Getty Images)

Uma segura orientação dada por Silvia é sempre incentivar seu filho a buscar por mais aprendizado, com um ensino contínuo. Já que, na era em que vivemos, é essencial se manter atualizado das novas tecnologias e do que vem por aí. Uma terceira dica dada por ela é, desde cedo, buscar identificar o que seu filho tem mais facilidade e incentivá-lo a se desenvolver ainda mais naquilo.

E a tal da inteligência emocional?

Quando falamos de carreiras do futuro e preparação das crianças para um amanhã, é muito comum de cara já se pensar na inteligência emocional, que tem sido tão falada recentemente. Silvia também falou um pouco sobre isso durante a conversa com a Pais&Filhos. Para começar, ela fez questão de esclarecer o que é exatamente a inteligência emocional. “É o cruzamento entre o eu e os outros, com o que enxergamos e o que fazemos”, conta.

Dessa noção que, para a profissional, surgem as famosas ‘soft skills’, que são exatamente as habilidades que diferenciam os homens das máquinas. “Essas habilidades tem cada vez mais importância para a vida como um todo, não só no futuro. Já é uma necessidade no presente”, aponta.

Muito mais do que dar um caminho pronto

Inteligência emocional, autoconhecimento, aprendizado contínuo.. acho que você já percebeu que a dica da vez não é mostrar o caminho certo para que seu filho trace, mas sim, ensiná-lo a encontrar os próprios caminhos. Silvia reforça a importância de não buscar nos seus filhos uma realização pessoal sua ou que não conseguiu ter e sim deixá-los traçar caminhos que acham que seja o melhor para eles, para, assim, conseguirem se realizar profissionalmente.

“Muito mais do que falar e a maneira de agir. As crianças tendem a ter os pais como referencia de comportamento. A maneira que se relacionar com eles e com as pessoas ao seu redor provavelmente será replicada no futuro deles. Para isso é importante primeiramente entender que o cenário mudou completamente e que a busca pela realização profissional é de extrema relevância. Não projete jamais neles as escolhas que queria ter feito e muito menos coloque peso no ganho financeiro. De sempre abertura para que as ideias sejam discutidas e as escolhas sejam embasadas (lembra do autoconhecimento). Por que essa escolha? O que nessa carreira te atrai? Qual o futuro esperado para esse mercado? Traga informações para dar suporte para as decisões deles. E entenda que hoje em dia errar, aprender e tentar de novo faz parte do desenvolvimento e é muito bem aceito”, completa.