Família

Casal adota quatro crianças em apenas 24 horas e emociona contando sua história na internet

“De longe, foi o dia mais feliz de nossas vidas”

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: reprodução / Pinterest)

(Foto: reprodução / Pinterest)

*Tradução por Ana Beatriz Gonçalves, filha de Carla e Virgílio

Kaley Carling é uma mãe bastante ocupada. Não como uma mãe normal, mas muito ocupada, afinal ela e o marido, que vivem no estado de Utah, nos Estados Unidos, são pais de primeira viagem de quatro filhos adotivos. E isso aconteceu em apenas 24 horas.

“Nós tentamos engravidar por alguns anos, mas devido ao meu lúpus e RA, essa caminho se tornou extremamente difícil para o meu corpo”, disse Kaley. “Eu e meu marido decidimos parar de tentar e pensar na possibilidade de adotar, algo que na verdade, era o meu sonho desde a minha adolescência.”

O casal passou por duas dolorosas tentativas de adoção que não deram certo, a mais recente delas em junho do ano passado. “A mãe biológica mudou de ideia no último segundo, depois de meses apoiando-a financeira, emocionalmente e a acompanhando em consultas médicas”, relatou Kaley. Foi uma experiência devastadora para o casal.

Mas depois de alguns meses do episódio traumático, a vida deles mudou para sempre. Em agosto do mesmo ano conheceram duas garotas; a pequena Haven (hoje com dois anos) e Indie (com 14 meses até o momento), cuja mãe havia sido enviada para a prisão. Nesse mesmo dia, os Carlings foram contactados por uma mulher que esperava por gêmeas.

“Trabalhamos duro por essa família!”. O casal de Utah logo enfrentou diversos obstáculos para conseguir a guarda das meninas, mas logo conseguiram abrir o caminho para a adoção de Indie e Haven.

(Foto: reprodução / Pinterest)

(Foto: reprodução / Pinterest)

Sunny e Weslie – agora com 9 meses de vida –, nasceram em Janeiro do ano seguinte. Foi quando a família passou por outra dificuldade. “A Sunny ficou na UTI por quatro semanas. Esse momento foi muito tenso, estávamos em outro estado, longe das nossas filhas (Haven e Indie), e com a Sunny internada”. Kaley e o marido precisaram revezar as visitas à UTI. “Não podíamos levar a Weslie para ver a irmã, então eu e meu marido tivemos que nos dividir, uma semana ele ficava com a Wes e eu com a Sunny, e vice-versa.”

Quando finalmente o casal trouxe as gêmeas para Utah, foi uma loucura! “Nós passamos por muitas coisas e demorou mais de seis meses para tudo se estabilizar”. Finalmente, Kaley e seu marido conseguiram finalizar o processo de adoção das quatro garotas nos dias 19 e 20 de outubro. “De longe, foi o dia mais feliz de nossas vidas”, contou. Até a juíza comentou que nunca tinha visto algo parecido no tribunal.

“Alguns dias são incrivelmente difíceis. Nós passamos de duas rendas para uma, com quatro meninas para sustentar, e temos dívidas significativas da adoção privada das gêmeas. Mas nossas orações foram realmente respondidas e nossos corações estão cheios. Estamos tão felizes por finalmente sermos família”, finalizou.

Leia também:

Por que o número de crianças para adoção é muito menor do que o dos interessados para adotar?

Os processos de adoção devem durar no máximo 120 dias agora!

História de adoção: “Não nasceu de nós, mas nasceu para nós”