Família

Casal americano adota quatro irmãos pernambucanos e história conquista a internet

Leandro, Cristiano, Enzo e William ganharam um novo lar nos Estados Unidos

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

casal-americano-adota-pernabucanos3

Na caixa está escrito “Não deixarei vocês órfãos. Irei até vocês – João 14:18” (Foto: reprodução / Facebook Jennifer Pratt)

O casal americano Brandon e Jennifer Pratt há três anos decidiram aumentar a família. Os dois vivem em Iowa, Estados Unidos, e optaram pela adoção. Mas você pode se perguntar: por que brasileiros? A história é a seguinte: por estarem familiarizados com a cultura do Brasil, já que a irmã de Jennifer se casou com um brasileiro, o casal resolveu ir atrás do processo de adoção aqui mesmo.

Como o processo é demorado, podendo levar anos de espera, eles foram atrás das informações necessárias. Brandon e Jennifer sempre tiveram certeza que dariam preferência a adoção de irmãos, porque a ideia era ter mais de um filho. “Nós optamos por adotar irmãos, pois sabíamos da dificuldade do processo de adoção e queríamos passar por tudo isso de uma só vez”, disse o pai em entrevista ao site Achei USA.

O caminho foi contratar uma agência de confiança para ajudar com as burocracias, todo o processo durou mais ou menos dois anos e meio. Eles procuraram MUITO até encontrar Leandro, Cristiano, Enzo e William, que tem idades entre 2 e 6 anos.

(Foto: reprodução / Facebook Jennifer Pratt)

Jennifer e Brandon Pratt com as crianças nos Estados Unidos (Foto: reprodução / Facebook Jennifer Pratt)

Os quatro irmãos viviam em um orfanato em Recife, Pernambuco, porque a mãe deles perdeu a guarda por problemas com negligência. Depois do período de adaptação obrigatório de 30 dias, a família pôde se mudar para os Estados Unidos de vez. A mudança aconteceu em 22 de dezembro do ano passado.

casal-americano-adota-irmãos-de-pernambuco-7

(Foto: reprodução / Facebook Jennifer Pratt)

Brandon disse que apesar dos irmãos não saberem o inglês tiveram uma ótima adaptação à cultura americana. Os meninos já estão frequentando a escola e acostumados com a rotina em casa. O pai ainda acrescentou que os filhos estão progredindo rapidamente na língua inglesa.

(Foto: reprodução / Facebook Jennifer Pratt)

Leandro, Cristiano, Enzo e William ganharam um novo lar nos Estados Unidos (Foto: reprodução / Facebook Jennifer Pratt)

Leia também:

Os processos de adoção devem durar no máximo 120 dias agora!

História de adoção: “Não nasceu de nós, mas nasceu para nós”

Por que o número de crianças para adoção é muito menor do que o dos interessados para adotar?

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não