Casal com 5 filhos adota 7 irmãos que perderam família em acidente de carro

Gary e Pam Willis foram pareados com Adelino, Ruby, Aleecia, Anthony, Aubriella, Leo e Xander e adotaram todos eles para não separá-los

Resumo da Notícia

  • Tudo começou quando Pam Willis estava no Facebook e encontrou uma notícia sobre 7 irmãos que estavam precisando de um lar permanente
  • As crianças de diferentes idades estavam vivendo em lares temporários por mais de um ano desde o ocorrido
  • O casal que já tinha 5 filhos decidiu correr atrás da adoção das crianças

Tudo começou quando Pam Willis estava no Facebook e encontrou uma notícia sobre 7 irmãos que estavam precisando de um lar permanente após terem perdido ambos os pais em um acidente de carro. As crianças de diferentes idades estavam vivendo em lares temporários por mais de um ano desde o acidente.

-Publicidade-

Sem conseguir explicar, segundo o Today, a única coisa que Pam pensava ao olhar para os rostos das crianças era que ela só sabia que precisava ser mãe delas. A mulher marcou o marido, Gary Willis, de 53 anos, na publicação para ele também ler a matéria. O casal que já tinha 5 filhos adultos já eram lares temporários para crianças, mas nunca discutiram a possibilidade de adoção.

“Eu pensei que Gary ia me achar maluca – nós estávamos planejando a nossa aposentadoria”, mas, para o alívio de Pam, o marido sentiu a exata mesma coisa que ela. “Eu senti que Deus queria que fizéssemos isso”, completou a mulher. Na mesma noite eles ligaram para o número no final da notícia e ouviram que eles “já tinham recebido milhares de ligações”.

-Publicidade-
O casal encontrou uma notícia contando que as 7 crianças precisavam de um lar (Foto: Reprodução/ Instagram)

No entanto, 2 meses depois, eles foram pareados com Adelino, de 15 anos, Ruby, de 13, Aleecia, de 9, Anthony, de 8, Aubriella, de 7, Leo, de 5, e Xander, de 4 anos, (e adotaram todos os irmãos para não separá-los). Segundo o que a mãe descobriu durante o processo de adoção as crianças tinham experienciado muitos traumas. Os antigos pais eram viciados, eles frequentemente dormiam em abrigos para pessoas sem teto e a comida era escassa.

“Foi fácil me conectar com os pequenos, eles apenas desejavam a permanência, a constância”, contou Pam, que disse que os dois mais velhos foram um pouco mais difíceis. “Eu acho que eles não confiavam muito que aquilo era real, como se a gente fosse ir embora”, explicou. “Eu acho que é difícil confiar quando tanto foi tirado da sua vida. Ruby não sabia ser uma criança, ela era uma figura materna para os irmãos desde muito cedo”.

Pam e Gary adotaram os 7 irmãos em agosto de 2020 (Foto: Reprodução/ Instagram)

Pelos primeiros 6 meses as crianças enfrentavam dificuldade na hora de dormir e haviam pesadelos frequentes. “Uma noite o minha filha de então 7 anos (Aleecia) entrou no meu quarto e eu a perguntei: ‘Teve um pesadelo’, e ela respondeu: ‘Não, eu só queria ter a certeza de que você ainda estava aqui”, relembrou Pam.

E esses pais realmente não vão a lugar algum. No último mês de agosto o casal adotou Aleecia e os seis irmãos dela. A cerimônia emocionante contou com a participação (online) dos 5 filhos biológicos de Pam e Gary, Matthew, de 32 anos, Andrew, de 30, Alexa, de 27, Sophia, de 23, and Sam, de 20.

“Foi demais”, contou Pam. “Nós levamos uma TV super grande para o parque, para todos poderem assistir e torcer seguros da covid-19. Teve tanto amor”, recapitulou a agora mãe de 12.