Casal de idosos casam após se conhecerem em um aplicativo de namoro durante a pandemia

Jim Adams e Audrey Coutts tinham 94% de compatibilidade segundo o aplicativo e esperaram 7 meses para finalmente se conhecerem

Resumo da Notícia

  • Jim Adams e Audrey Coutts tinham 94% de compatibilidade segundo o aplicativo
  • Jim é pintor e Audrey corretora de seguros aposentada
  • Os dois se casaram em Setembro após longos 7 meses de espera

Jim Adams, 78, havia perdido a esposa em 2017 após 38 anos juntos. O pintor e pai de 2 filhos, achou que ficaria sozinho pelo resto da vida. Nascido na Pensilvânia nos Estados Unidos, se mudou para Vancouver no Canadá na juventude. Até o ano passado ele era voluntário na comunidade e pintava obras ocasionalmente.

-Publicidade-

Durante a pandemia, o pintor se viu sozinho e desacreditava que poderia encontrar um novo amor, até que por curiosidade resolveu baixar o aplicativo de namoro “Silver Singles”, que avalia a compatibilidade dos casais acima de 50 anos, segundo gostos, hobbies, etc. Após uma semana do perfil criado, Jim deu “match” com Audrey Coutts.

Audrey, 79,  na época era membro do aplicativo há mais de 4 anos, após se divorciar do ex-marido depois de 33 anos de matrimônio. Ela engajou em vários “dates” mas só conheceu pessoas incríveis, e fez bons amigos, mas nenhum amor.  “Tive uma vida plena e feliz; família e bons vizinhos e amigos”, disse ela. “Seria maravilhoso se houvesse alguém e pudéssemos compartilhar nossas vidas. Mas não havia encontrado desde então. Então aceitei minha solitude […]”., disse a corretora de seguros aposentada.

Audrey e Jim se casaram em Setembro
Audrey e Jim se casaram em Setembro (Foto: Reprodução/Razões Para Acreditar)

“Encontrei Audrey na minha primeira visita ao site”, relembra Jim. “Demorou apenas um dia para encontrá-la. Depois disso, não precisei mais procurar. Eu disse: ‘Bem, eu tenho que conhecer essa pessoa que é tão louca quanto eu’”, brincou. Após receber a mensagem de Jim, Audrey ficou encantada com a compatibilidade do casal, segundo o aplicativo os dois eram 94% compatíveis.

“Foi incrível ver tamanha compatibilidade, mas hoje brincamos que deveria ter sido 100%”, brincou Audrey. Nos dias seguintes os dois conversaram por horas a fio pelo FaceTime, já que não podiam se encontrar por conta da pandemia. Eles logo se uniram por causa do amor que compartilhavam pela arte, música clássica e teatro, sendo ambos membros das associações locais de concertos.

A família era prioridade para os dois, e descobriram muitos amigos em comum, o casal queria muito se conhecer pessoalmente, mas tiveram que esperar longos 7 meses. Em maio deste ano Jim propôs um encontro que deixava Audrey mais confortável, ele providenciou um almoço em um bistrô próximo, que quase sempre ficava vazio à tarde.

Após o tão esperado encontro, 3 meses depois Audrey foi morar com Jim à beira-mar em White Rock. Não demorou muito para ele pedir Audrey em casamento, com um anel que era da mãe dele de 1939. E ela com certeza aceitou e marcaram o casamento para 25 de Setembro. A cerimônia contou com a presença de 11 amigos e alguns familiares: “Tivemos a oportunidade de fazer nossos próprios votos, e o que queríamos dizer um ao outro, e acho que estávamos ambos muito emocionados para fazer isso”, disse o marido de Audrey.

Um dia após a cerimônia, o filho e padrinho dele, JJ Adams, publicou um post celebrando o casório do pai e da nova madrasta: “Meu pai fez o impossível – encontrou o amor na pandemia – aos 77, nada menos! – e se casaram neste fim de semana”. A publicação viralizou imediatamente e hoje conta com mais de 155 mil curtidas. “Tudo isso nos encheu de alegria. Fico feliz em ver outras pessoas inspiradas pela nossa história […]”, disse Jim. Os recém-casados ​​não têm planos de lua-de-mel: preferiram ficar em casa e assistir seus programas de detetive favoritos juntos. A vida pacata e tranquila dos dois irá dar uma estremecida a partir do dia 2 de Janeiro, pois Jim irá expor as obras na Galeria de Arte de Vancouver:

A obra que Jim pintou e está exposta na Galeria de Arte de Vancouver
A obra que Jim pintou e está exposta na Galeria de Arte de Vancouver (Foto: Reprodução/Razões Para Acreditar)

“Já fiz muitas exposições, mas esta é a primeira que sou o centro das atenções em 70 anos”, disse o pintor. “Portanto, é uma questão de paciência. E é a mesma coisa com o amor. Você tem que ser paciente, ele vai acontecer. E não importa a sua idade. Você tem uma vida inteira de experiências atrás de você. Esta é apenas mais uma experiência que você terá: ser amado”, concluiu.