Casal de surdos tem parto de filho narrado por intérprete de Libras e emociona: “União total”

“É uma emoção que não tem como te explicar”, disse a responsável pela tradução, Luci Mayer Fiorentino

O casal de surdos (Foto: Reprodução / TV TEM)

Um parto realizado em Marília, São Paulo, deu uma lição de amor e inclusão! O casal que é deficiente auditivo contou com a ajuda de uma intérprete de Libras durante todo o parto e, assim conseguiram se comunicar com toda a equipe médica.

-Publicidade-

Os pais Marcelo Salviano Souza e Eliane Aparecida Silva são surdos e não conseguiam se comunicar com os médicos. Foi assim, que o Hospital Materno-Infantil decidiu chamar mais um integrante na equipe para que todos conseguissem dividir esse momento e, a escolhida foi a intérprete de Libras, Luci Mayer Fiorentino.

Em entrevista á TV TEM, a Luci contou como foi realizar essa experiência. “Foi fantástico, eu tenho 18 anos de intérprete e foi meu primeiro parto interpretado. Então, eu fiquei muito feliz. É uma emoção que não tem como te explicar, porque você poder passar calma para paciente. Ela depende da comunicação para manter calma. Foi um parto muito humanizado mesmo”, disse Luci Mayer Fiorentino.

-Publicidade-

Eliane e Marcelo não são pais de primeira viagem, porém Paulo é o primeiro menino do casal. E também foi o primeiro parto que eles puderam entender tudo o que acontecia pela tradução do que os médicos falavam além, de conseguirem se comunicar com a equipe. O menino, por sua vez, não nasceu com a deficiência auditiva.

Marcelo contou sobre como a família se sentiu com todo esse esforço da equipe na hora do nascimento. “Estou muito emocionado, chorei muito no parto e estou muito feliz, e ela também está feliz. Graças a Deus que deu tudo certo, graças a união de todos, eles foram muito bacana na preparação do parto. Foi uma união total. O cumprimento da lei e de um parto humanizado”, contou.

A atitude não só emocionou os pais, como a equipe médica também! Edson Oliveira Miguel foi o responsável pelo parto e para ele, foi uma experiência única. “Foi a primeira vez que eu assisti um paciente com um intérprete em 40 anos de experiência. Foi extremamente gratificante para mim e para equipe que atendeu junto comigo. Para o aprendizado tanto do aluno e do residente que me acompanharam e pelo fato de que nós nunca conseguimos nos comunicar tão adequadamente com um paciente como nós nos comunicamos com o intérprete”, contou a TV TEM.

Já para intérprete o momento mais emocionante, foi quando o bebê nasceu e chorou pela primeira vez. “Eu falei nenê chorando, chorando, nenê nasceu feliz. Aí eles ficaram felizes também. O pai até chorou e eu também chorei. Todo mundo acabou ficando emocionado e até a equipe médica se emocionou”, lembra Luci.

Os médicos (Foto: Reprodução / TV TEM)

-Publicidade-