Caso Henry: Monique pede mudança de cela após receber diversas ameaças de outras detentas

Segundo informações a mãe do menino teve um conflito com Fernanda Almeida, conhecida como Fernanda BumBum

Resumo da Notícia

  • Monique Medeiros está detida na prisão por ser acusada de matar o filho, Henry Borel
  • Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), diversas brigas ocorreram entre as detentas
  • A mãe de Henry pediu para ser alterada de cela por causa de ameaças que recebeu

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), diversas denúncias de ameaças, acusações e violência foram feitas em uma das unidades do Complexo Penitenciário de Gericinó, em meio às brigas está Monique Medeiros, acusada de matar o filho Henry Borel.

-Publicidade-

O portal do G1 teve acesso a depoimentos e apurou a rotina da cela K, onde as sete detentas cumpriram pena. O conflito entre elas na prisão atingiu tal nível que Monique, alegando ser vítima de ameaças, pediu à Justiça, na audiência do dia 9 de fevereiro, a transferência da cela.

Ao ouvir as detentas em depoimento, a Seap recebeu novos relatos de uma série de conflitos entre elas. No Serviço de Segurança e Disciplina da Seap, Monique contou que a “briga” com uma das presas (o nome da detenta foi revelado à juíza, escrito em uma folha de papel) teria começado enquanto ainda estavam em outra unidade: na cela 02 do Instituto Penal Oscar Stevenson.

Caso Henry: Monique Medeiros e Jairinho são acusados de matar a criança
Caso Henry: Monique Medeiros e Jairinho são acusados de matar a criança (Foto: Reprodução/TV Record)

A presa apontada por Monique à magistrada é Fernanda Almeida, a “Fernanda Bumbum”, que acabou transferida para outra cela da mesma unidade. Em depoimento, Monique detalhou o conflito entre as presas: “Toda briga começou por conta de um benjamim da interna Elaine (mulher de Lessa), que foi jogado dentro da descarga, colocando o interruptor molhado na tomada, para que a mesma levasse choque e queimasse a sua TV. Nesse momento, a interna disse que tirou o benjamim e começou a discussão e todas as ofensas e ameaças”, contou Monique.

Segundo Monique, nas ameaças, “inclusive de morte”, ‘Fernanda Bumbum’ teria dito “que colocaria panos no seu rosto enquanto ela estivesse dormindo. Depois a socaria até não acordar e usaria um estoque no ouvido e na barriga da interna”. O G1 apurou que, apesar das revelações em juízo, Monique não quis “levar a ameaça à sede policial” e se disse segura com as outras detentas da cela. Por isso, Fernanda foi a única a ser transferida.

Em relação às ameaças, Fernanda negou as acusações. Ela relatou que a mãe de Henry teria mudado ao sair do “seguro”, local no presídio onde ficou isolada, para se proteger de possíveis ameaças. “Nunca teve problemas com Monique e que no início de fevereiro pediu à Monique a prancha de cabelo emprestada. Diz que Monique, após ter saído do seguro, se tornou uma pessoa completamente diferente, prepotente, manipuladora e fofoqueira. Que Monique decidiu sair do grupo de orações por problemas de fofoca”, disse Fernanda.