Caso Henry: Pai faz carta aberta para filho nas redes sociais

Leniel Borel publicou o texto no perfil do Instagram no último sábado

Resumo da Notícia

  • Leniel Borel publicou um desabafo no perfil do Instagram no último sábado
  • No texto Leniel cita indiretamente Monique Medeiros e Jairinho
  • Henry Borel morreu em Março deste ano

Leniel Boral, pai de Henry Borel que foi assassinado em Março deste ano pelo padrasto Jairinho, publicou um texto no perfil do Instagram em forma de carta aberta para o filho, dizendo que quem deveria ter cuidado dele preferiu vendê-lo para pagar as contas pessoais, interesse financeiro e o transformou em poupança.

-Publicidade-

O pai começa escrevendo: “Henry, papai segurava você e dizia: ‘Esse príncipe vai ser o melhor menino do mundo. Esse menino vai ser melhor do que qualquer um que conhecemos! Mas dois monstros não deixaram te ver crescer. Interromperam sua vida a sangue frio, sem nenhum remorso, sem nenhum sentimento por uma criança inocente.”.

Na sequência Leniel faz uma acusação que parece endereçada à ex-mulher, Monique Medeiros, que vivia com Jairinho: “No ponto mais lindo deste percurso, onde prevalecia a doce inocência de uma criança que só pedia amor, quem tinha a obrigação de lhe proteger (…) optou em lhe ‘vender’ para pagar as contas pessoais, interesses financeiro, transformou-te em uma poupança. Não deixaram você ser você. Um príncipe, um anjo, o amor personificado na criança mais linda que conheci”, escreveu.

Leniel Borel também fez desabafo sobre primeiro Dia das Crianças sem o filho
Leniel Borel também fez desabafo sobre primeiro Dia das Crianças sem o filho (Foto: Reprodução/Instagram)

A defesa de Monique disse que  entende o desabafo do pai: “A defesa informa que é complacente com a dor de quem perdeu um filho, mas entende que a Monique foi vítima ao perder um filho, não concorrer para a sua morte e nem poder viver o luto da sua perda”, disse o advogado Hugo Novais.

Ele acrescentou ainda que o depoimento contraditório da babá de Henry, na primeira audiência do caso, mostra que Monique não realizou nenhuma influência sobre a babá, e que a cliente foi enganada. “Ela sabe que não fez nada contra o filho e vai encarar a Justiça de frente”, disse Novais.