Caso Miguel: mãe do menino é hackeada nas redes sociais

“Algumas fotos de Miguel eu só tinha ali. Minha sobrinha tentou recuperar, mas não conseguiu”, lamentou Mirtes Renata

Resumo da Notícia

  • A mãe do menino Miguel, que perdeu a vida após ao cair de um prédio em Recife, Mirtes Renata, divulgou que sua conta do Instagram foi hackeada
  • Todas as publicações que estava presentes foram excluídas do perfil
  • As fotos foram apagadas no dia 25 de junho e ela lamentou: "Algumas fotos de Miguel eu só tinha ali. Minha sobrinha tentou recuperar, mas não conseguiu. Já avisei aos advogados"
Mirtes Renata Souza, mãe do menino Miguel Otávio, de 5 anos, que morreu ao cair de um prédio de luxo no Centro do Recife — (Foto: Reprodução/G1 / TV Globo)

A mãe do menino Miguel, de 5 anos,  que perdeu a vida após ao cair de um prédio em Recife, Mirtes Renata, divulgou que sua conta do Instagram foi hackeada e todas as publicações que estava presentes foram excluídas do perfil.

-Publicidade-

As fotos foram apagadas no dia 25 de junho e ela lamentou: “Algumas fotos de Miguel eu só tinha ali. Minha sobrinha tentou recuperar, mas não conseguiu. Já avisei aos advogados”, disse ao G1.

Ela concluiu falando sobre a pessoa por trás da ação: “Eu não sei o que aconteceu, não sei se foi por causa das solicitações para seguir. Eu tinha mais de 1 mil solicitações, mas não estava conseguindo aceitar. Não sei se a pessoa hackeou porque queria os seguidores ou se foi por ruindade”.

-Publicidade-

Entenda o caso do menino Miguel

Miguel tinha 5 anos de vida (Foto: reprodução / Instagram @cristinarosa.psicologia)

Miguel Otávio, tinha 5 anos de idade, e faleceu após cair do 9º andar de um prédio localizado no centro de Recife. A tragédia envolvendo o menino vem causando muitas repercussões. Acontece que Miguel era filho da empregada da residência e estava com a patroa da mãe que alegou um acidente. A mulher foi pega em flagrante nesta terça-feira, 2 de junho, e foi acusada de homicídio culposo. Ela saiu da prisão após pagar fiança de 20 mil reais. As autoridades alegaram que foi um caso de negligência

A mulher cuidava do menino enquanto a mãe passeava com os cachorros na rua. Mirtes Rena, mãe do garoto, disse em entrevista à Globo: “Ela confiava os filhos dela a mim e a minha mãe. No momento em que confiei meu filho a ela, infelizmente ela não teve paciência para cuidar, para tirar [do elevador]. Eu sei, eu não nego para ninguém: meu filho era uma criança um pouco teimosa, queria ser dono de si e tudo mais. Mas assim, é criança. Era criança”.

-Publicidade-