Caso raro! Homem de 50 anos é diagnosticado com “língua peluda” e fotos impressionam

O fenômeno da “língua peluda” é conhecido pelo crescimento fibras finas, alongadas e pretas, na parte superior da língua

Resumo da Notícia

  • Homem foi diagnosticado com "língua peluda"
  • O caso é considerado extremamente raro pela medicina geral
  • Médicos especialista dizem que, nada mais é, que o acúmulo de sedimentos de bactérias e outros agentes infecciosos

O homem de 50 anos foi diagnosticado com a “língua peluda”, condição conhecida como língua negra pilosa, após procurar ajuda médica no estado de Kerala, na Índia. O caso foi publicado pela revista científica The Journal of The American Medical Association, por médicos cientistas do Medical Trust Hospital e da Amanza Skin Clinic.

-Publicidade-

No momento, a língua do homem já voltou ao normal. Segundo os médicos, não há nascimento real de pelos na língua, mas sim, acontece o acúmulo de sedimentos de bactérias e outros agentes infecciosos – as quais criam o aspecto texturizado na região da língua.

De acordo com informações do Canal Tech, o caso do paciente era extremamente raro. A equipe médica descreveu o episódio de como “um revestimento preto espesso”, além de dizerem que as “fibras finas, alongadas e pretas que davam a aparência de uma superfície peluda”. Os médicos ressaltam que que uma pessoa não acorda de um dia para o outro com a “língua peluda”. Visto que, na realidade, a formação dos filamentos que se assemelham com pelos, ocorre de maneira gradual.

Homem recebe diagnóstico raro de “língua peluda” (Foto: Reprodução/IFLScience)

Cerca de três meses antes de dos “pelos” apareceram na língua, o homem sofreu um AVC (acidente vascular cerebral), logo, o acidente fez com que ele perdesse a força nos membros do lado esquerdo do corpo. Em decorrência do derrame, o homem se alimentava com alimentos pastosos ou líquidos. Segundo os estudiosos do caso, a alimentação restrita junto com a falta de higiene bucal, resultou na aparição do quadro de “pelos na língua”.

Segundo a Mayo Clinic, a “língua peluda” é uma condição oral temporária e inofensiva que, em alguns casos, pode myudar de coloração, sendo possível: preto, marrom, verde, amarela ou branca.

“A aparência distinta geralmente resulta de um acúmulo de células mortas da pele nas pequenas projeções (papilas) na superfície da língua, que contêm as papilas gustativas. Essas papilas, que são mais longas que o normal, podem facilmente prender e ser manchadas por bactérias, leveduras, tabaco, alimentos ou outras substâncias”, explica a Mayo Clinic

“O paciente e os cuidadores foram orientados sobre as medidas de limpeza adequadas e a descoloração [da língua] foi resolvida após 20 dias”, explica o médico.