Chef abandona restaurante renomado para cozinhar em escola para crianças

Ela se empolgou tanto, que decidiu criar a Chefs in School, uma organização que busca melhorar a merenda escolar e capacitar os estudantes sobre nutrição e a origem dos alimentos

Resumo da Notícia

  • Nicole Pisani, passou a infância vendo os familiares gerenciarem restaurantes;
  • Até que se tornou uma grande Chef e passou a comandar a cozinha de um restaurante renomado do Reino Unido
  • Mas as incansáveis horas de trabalho, a fizeram mudar o rumo da carreira.

Nicole Pisani, passou a infância vendo os familiares gerenciarem restaurantes. Até que se tornou uma grande Chef e passou a comandar a cozinha de um restaurante renomado do Reino Unido. Mas as incansáveis horas de trabalho, a fizeram mudar o rumo da carreira.

-Publicidade-

Foi quando viu um tuíte sobre uma escola primária no subúrbio de Londres que estava sem cozinheiro e se colocou à disposição. Lá, ela passou a cozinhar para mais de 500 crianças, e reiventou a forma de preparar os mesmos alimentos já servidos na escola.

Chef deixa restaurantes para cozinhar em escolas
Chef deixa restaurantes para cozinhar em escolas (Foto: Reprodução/ Instagram)

Além de servir comidas em pratos, ela, e todos que preparavam a comida, passaram a usar aventais de chef. “Nas cozinhas das escolas, a mentalidade é que eles são cozinheiros, não chefs. Mas seria muito bom ter pessoas que amam cozinhar nas escolas. Sempre adorei alimentar as pessoas. É gratificante”.

De acordo com uma reportagem do UOL, ela se empolgou tanto, que decidiu criar a Chefs in School, uma organização que busca melhorar a merenda escolar e capacitar os estudantes sobre nutrição e a origem dos alimentos. Mais de 20 mil alunos de 44 escolas do Reino Unido são abrangidos pela iniciativa por dia.

O tratamento da intoxicação alimentar consiste na hidratação, alimentação leve, evitando leite e derivados, além de alimentos gordurosos e industrializados
É possível se alimentar bem na escola (Foto: Shutterstock)

Além de ensinar os alunos a cozinhar, a cultivar hortas e a fazer compostagem, o projeto aplica padrões e técnicas de restaurantes nas escolas, orientando ainda a direção sobre como aprimorar suas cozinhas e refeitórios. A Chef ainda diz que pretende expandir a ideia para os próximos anos.