Chiclete é desenvolvido para reduzir a contaminação do vírus da Covid-19

Cientistas incluíram um tipo de proteína na goma capaz de reduzir o vírus da saliva de pessoas contaminadas

Resumo da Notícia

  • Cientistas norte-americanos desenvolveram chiclete capaz de reduzir a contaminação da Covid-19
  • Eles colocaram uma proteína na goma para conter o vírus da saliva
  • O chiclete é capaz de amenizar a contaminação através do ar

Um grupo de pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, criaram um chiclete capaz de reduzir o coronavírus da saliva, através de uma proteína induzida na goma. Esse resultado pode ajudar a amenizar a contaminação da doença pela respiração, fala ou tosse.

-Publicidade-

O estudo foi publicado em no jornal científico americano, Molecular Therapy. De acordo com a nota, a proteína incluída no chiclete é chamada ACE2, capaz de reter partículas do Sars-CoV-2, podendo conter a quantidade do vírus contido na boca de uma pessoa infectada.

Chicletes foram criados com o intuito de amenizar a contaminação da Covid-19
Chicletes foram criados com o intuito de amenizar a contaminação da Covid-19 (Foto: Getty Images)

A pesquisa também afirmou que isso pode diminuir cerca de 95% da contaminação entre as pessoas. “A goma de mascar com proteínas que prendem o vírus oferece uma estratégia geral acessível para proteger os pacientes da maioria das reinfecções orais do vírus por meio da redução de volume ou minimizando a transmissão para outras pessoas. Confirmando a maior suscetibilidade dos pacientes infectados para a entrada viral”, afirmaram os cientístas.

No entanto, não é utilizada qualquer goma de mascar para atingir esse resultado. Foi usado um placebo, chicletes convencionais sem efeito, incluindo gomas com proteínas.

Em relação aos sabores, não existe diferença entre o desenvolvido com o propósito de reter a Covid-19 e ao convencional. E também não é preciso uma temperatura especial para mantê-lo e a mastigação não pode destruir as moléculas da proteína ACE2.

Relembrando que o chiclete não possui a capacidade de cura da doença, no entanto, pode diminuir a contaminação entre as pessoas pelo ar nesse período.