China diz que encontrou coronavírus em frango importado do Brasil

A ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal) afirmou que está analisando as informações de possível detecção de traços do novo coronavírus em embalagem de frango de origem brasileira

Resumo da Notícia

  • Uma amostra de asas de frango congeladas importadas do Brasil, de um frigorífico de Santa Catarina, apresentou resultado positivo para o novo coronavírus
  • Segundo a ABPA, ainda não está claro em que momento houve a eventual contaminação da embalagem
  • O Ministério da Agricultura brasileiro disse que ainda não foi notificado oficialmente pelas autoridades chinesas

Nesta quinta-feira, 13 de agosto, uma amostra de asas de frango congeladas importadas do Brasil, de um frigorífico de Santa Catarina, apresentou resultado positivo para o novo coronavírus, segundo comunicado divulgado do governo Chinês.

-Publicidade-
Surto de coronavírus em acampamento alerta pesquisadores (Foto: Getty Images)

A amostra foi retirada da superfície do frango, o que torna o caso diferente dos anteriores, segundo a Bloomberg. As outras subsidiárias de comida congelada que tiveram o resultado positivo para o vírus recolhido de material da superfície das embalagens.

A ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal) afirmou que está analisando as informações de possível detecção de traços do novo coronavírus em embalagem de frango de origem brasileira, feita por autoridades municipais de Shenzhen, na China.

-Publicidade-

Contaminação

Segundo a ABPA, ainda não está claro em que momento houve a eventual contaminação da embalagem, e se ocorreu durante o processo de transporte de exportação. Também não há evidências de que a carne possa transmitir o vírus. “A ABPA reitera que não há evidências científicas de que a carne seja transmissora do vírus, conforme ressaltam a OMS (Organização Mundial da Saúde), a FAO (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação), a OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)”, afirmou entidade em nota, segundo a UOL.

A associação disse ainda que o “setor exportador brasileiro reafirma que todas as medidas para proteção dos trabalhadores e a garantia da inocuidade dos produtos foram adotadas e aprimoradas ao longo dos últimos meses, desde o início da pandemia global”.

O Ministério da Agricultura brasileiro disse que ainda não foi notificado oficialmente pelas autoridades chinesas sobre o caso, mas que entrou em contato com o GACC (Administração-Geral de Aduanas da China) em busca de informações.

O governo da cidade chinesa de Shenzhen identificou hoje uma fábrica da brasileira Aurora como origem de asas de frango que testaram positivo para o novo coronavírus. A Aurora, que não é listada em Bolsa, é a terceira maior empresa do Brasil em processamento de carne de frango e suína. A cooperativa não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

OMS minimiza risco de contaminação por alimentos

Nesta quinta, a OMS minimizou o risco de o coronavírus ser transmitido através de embalagens de alimentos, e pediu às pessoas que não tenham medo de que o vírus entre na cadeia alimentar. “As pessoas não devem temer alimentos, embalagens de alimentos ou entrega de alimentos”, disse o chefe do programa de emergências da OMS, Mike Ryan, em entrevista coletiva. “Não há evidências de que a cadeia alimentar esteja participando da transmissão desse vírus.

O 9º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Tal da Felicidade está aí! Ele vai acontecer no dia 19 de agosto, completamente online e grátis. Serão oito horas de transmissão ao vivo e você pode acompanhar tudo neste link aqui. Esperamos por você!

-Publicidade-