China registra vacina contra coronavírus e Brasil pode sediar última etapa do estudo

Com uma nova proposta, a imunização chinesa pode ser produzida em massa e em curto espaço de tempo. Veja quais países também se ofereceram para participar da pesquisa

Resumo da Notícia

  • A vacina contra coronavírus foi patenteada pela China
  • O Brasil foi um dos países a se oferecer para sediar a última etapa do estudo
  • A proposta é de que a imunização seja feita em massa e em curto espaço de tempo

No escritório de Propriedade Intelectual, a China registrou uma nova proposta para a vacina contra o coronavírus. De acordo com um anúncio feito nesta segunda-feira, 17 de agosto, o El País explicou que existe a possibilidade dela começar a ser produzida “em massa e em um curto espaço de tempo”. O projeto, patenteado, está na terceira e última fase de testes antes de ser implementada.

-Publicidade-
O Brasil é um dos países a se oferecer para sediar a última etapa do estudo (Foto: Getty Images)

A vacina está sendo desenvolvida pelo Instituto Científico Militar, em parceria com a biofarmacêutica chinesa CanSino Biologics. Após os primeiros testes realizados em militares do exército asiático, países como Arábia Saudita, Rússia, Chile e Brasil se ofereceram para sediar a última etapa do estudo.

Em uma publicação feita no final de julho, a revista científica The Lancet disse que os resultados são “esperançosos”. Já o jornal cantonês, Southern Metropolis, explicou que: “A patente é uma garantia que atesta a eficácia e segurança da vacina”. Por ser “rápida e prática”, ela pode induzir o corpo a “gerar uma forte resposta imunológica celular e humoral em um curto espaço de tempo”.

-Publicidade-

A vacina é produzida com um adenovírus do resfriado comum (Adenovírus tipo 5, Ad5-nCoV), que induz informações genéticas do coronavírus nas células humanas, produzindo apenas proteínas virais que gerem resposta ao sistema imunológico, sem sofrer a doença. Até o momento, a Organização Mundial da Saúde já registrou 167 vacinas experimentais contra o novo coronavírus. Ao todo, 29 delas está em avaliação clínica, podendo ser aceitas futuramente.

O 9º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Tal da Felicidade está aí! Ele vai acontecer no dia 19 de agosto, completamente online e grátis. Serão oito horas de transmissão ao vivo e você pode acompanhar tudo neste link aqui. Esperamos por você!

-Publicidade-