“Chuva de Fuligem”: entenda o incidente que sujou a casa de várias famílias na Grande SP

Um incêndio em Franco da Rocha consumiu boa parte do Parque do Juquehy. A fuligem do incidente chegou a diversas áreas da cidade de São Paulo

Resumo da Notícia

  • Várias pessoas notaram uma quantidade bizarra de fuligem dentro das próprias casas neste fim de semana em São Paulo
  • O fenômeno foi apelidado de "Chuva de Fuligem"
  • Um incêndio em Franco da Rocha consumiu metade do Parque do Juquery e foi responsável pelo ocorrido

Várias moradores da Grande São Paulo relataram uma “chuva de fuligem” dentro das próprias casas neste domingo, 22 de agosto. A sujeira que invadiu as casas da cidade é decorrente de um incêndio de grandes proporções no Parque Estadual do Juquery, em Franco da Rocha. O vento foi o responsável por transportar a fuligem para outros lugares.

-Publicidade-
A “Chuva de Fuligem” marcou as casas de pessoas em São Paulo (Foto: Reprodução/ Arquivo Pessoal/ G1)

O incêndio no parque foi provocado por conta da queda de um balão na manhã do último domingo. Às 13h, o fogo já havia consumido mais de mil hectares do local, e ameaçava destruir o Hospital Psiquiátrico de Juquery – um dos mais antigos do Brasil.

O incêndio já consumiu 60% do parque estadual (Foto: Reprodução/ G1/ TV Globo)

De acordo com os bombeiros responsáveis pelo controle do fogo, as fuligens que tomaram conta de outras áreas da cidade o fizeram por conta do calor e do tempo seco – que também agravaram o incêndio. Os termômetros de São Paulo marcaram 30ºC neste fim de semana.

Nas redes sociais, os internautas não deixaram de comentar o evento “bizarro”. Algumas pessoas ainda reclamaram que, minutos após a limpeza, mais fuligem continuava se acumulando em suas casas. Além do incêndio no parque, o tempo seco agravou outros registros de incidentes desse tipo na Grande SP.