“Ciclone bomba” deve atingir Rio Grande do Sul nesta quarta-feira

“O fenômeno favorece a chuva intensa, ventos mais intensos, depois vai embora”, disse Gabriele Golart, meteorologista

Resumo da Notícia

  • Muitas pessoas da região sul do Brasil estão preocupadas com o surgimento do ciclone extratropical intenso
  • O fenômeno pode causar pancadas de chuva e vento forte
  • Segundo a Somar Meteorologia, o Rio Grande do Sul será atingido nesta terça, 30 de junho, e na quarta-feira, 1 de julho
Os moradores da região devem ficar atentos (Foto: Getty Images)

Muitas pessoas da região sul do Brasil estão preocupadas com o surgimento de um ciclone extratropical intenso, também conhecido como “ciclone bomba”. O fenômeno pode causar pancadas de chuva e vento forte.

-Publicidade-

Segundo a Somar Meteorologia, o Rio Grande do Sul será atingido nesta terça, 30 de junho, e na quarta-feira, 1 de julho. “O ciclone está se formando sobre a costa do Rio Grande do Sul. No decorrer do dia, ele dá origem a uma frente fria. Ele favorece a chuva intensa, ventos mais intensos, depois vai embora”, disse Gabriele Golart, meteorologista, ao G1.

A Universidade Federal de Pelotas (UFPel) também divulgou um boletim, o ciclo sobre o oceano Atlântico, na costa do estado, também pode causar vento fortes, próximo dos 100km/h.

-Publicidade-

O que é um ciclone?

De acordo com o portal Mundo Educação, “os ciclones representam grandes massas de ar que realizam um movimento giratório, podendo deslocar-se de uma região para outra. De maneira simples, pode-se dizer que os ciclones são grandes massas de ar bastante carregadas de umidade capazes de provocar chuvas torrenciais ao redor de um centro de baixa pressão atmosférica”.

-Publicidade-