Família

Ciência comprova: mães precisam dormir mais que os homens porque o cérebro delas trabalha mais

Da ciência não se discorda

Cinthia Jardim

Cinthia Jardim ,filha de Luzinete e Marco

(Foto: reprodução / Getty Images)

É muito comum terminar o dia exausta, principalmente quando se é mãe. Imagine que o seu parceiro e você se deitam no mesmo momento, e durmam a mesma quantidade de horas, mas ao acordar ainda continua exausta e ele está super disposto. Calma, você não é mais preguiçosa! A ciência tem uma explicação para isso.

Por mais que os especialistas recomendem 8 horas diárias de sono, cada organismo é de um jeito e é normal se sentir mais cansada. De acordo com o o neurocientista especialista em sono Jim Horne, professor da Universidade de Loughborough, na Inglaterra, o cérebro das mulheres trabalham de uma maneira muito mais complexa, então como consequência, elas precisam de mais horas de descanso.

(Foto: reprodução / Getty Images)

Jim fala também que quando existe uma má qualidade ou privação do sono, pode se associar a níveis altos de sofrimento psicológico e são mais propícias a desenvolver depressão e sentirem raiva ou hostilidade. Por serem multitarefas, as mães usam o cérebro com uma frequência bem maior que a dos homens, e para se estabilizarem, precisam de uma ótima noite de sono.

A pesquisa contou com 210 participantes homens e mulheres, de meia idade, e foi comprovado que as mulheres que dormem menos podem ter mais problemas de saúde do que o sexo oposto. Se você demora um pouco mais para levantar da cama, pode ficar tranquila, é apenas o cérebro se preparando para mais um dia de atividades. Da ciência não se discorda, não é mesmo?

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia mais:

Chega de despertador! Cama ejeta pessoas que não conseguem acordar cedo

Tata brinca sobre sono durante a gravidez: “Aproveita pra dormir agora

Kelly Key fala sobre estado de saúde do filho mais novo: “Segunda noite sem dormir”