Cientistas criam microrrobôs em forma de animais que poderão evoluir o tratamento de câncer

Essa tecnologia permite que a distribuição de medicamentos seja apenas nas células cancerígenas, permitindo menores efeitos colaterais, comparado com a quimioterapia

Resumo da Notícia

  • Cientistas criam tecnologia para aprimorar o tratamento de câncer
  • Os microrôbos são em forma de animais
  • Ele foi criado em três formas de animais diferentes como: peixe, borboleta e carangueijo.

Os médicos e cientistas Jiawen Li, Li Zhang e Dong Wu, criaram microrrobôs em forma de animais para revolucionar o tratamento de câncer. Essa tecnologia permite que a distribuição de medicamentos seja apenas nas células cancerígenas, diferente da quimioterapia que, apesar de ser bem-sucedida, permite que a medicação atinja outros locais do corpo, causando uma série de efeitos colaterais.

-Publicidade-

O microrrobô foi criado em três formas de animais diferentes como: peixe, borboleta e carangueijo. Eles foram impressos em 4D a partir de um hidrogel responsivo ao pH, no entanto usando a mesma essência da impressão 3D.

Cientistas criam microrrobô em forma de animais para tratamento de câncer
Cientistas criam microrrobô em forma de animais para tratamento de câncer (Foto: Reprodução / O Globo)

A equipe de pesquisadores programou a transformação da tecnologia de acordo com a sensibilidade ao pH, que vai ajustando a densidade da impressão em determinadas áreas. Em seguida, os microrrobôs se tornam magnéticos guiados por um ímã que vão caminhando em um recipiente que contém vasos sanguíneos artificiais.

Apesar de o estudo ter uma perspectiva extremamente sucessiva, a tecnologia ainda precisa ser menor para que possa entrar pelos vasos sanguíneos e capturar imagens para rastrear os movimentos dos microrrobôs no corpo.