Cientistas descobrem fóssil do maior rinoceronte-girafa já visto até agora

A descoberta foi feita durante escavações na Província de Gansu, na China. O local é estudado por paleontólogos desde os anos 1980 e há indícios de que este fóssil de rinoceronte-girafa é uma nova espécie e a maior já registrada

Resumo da Notícia

  • Paleontólogos descobriram um fóssil de rinoceronte-girafa na China
  • Tudo indica que essa seja uma nova espécie de animal, também a maior já registrada
  • As escavações estão sendo feitas na Província de Gansu, local estudado desde os anos 1980

Na China, paleontólogos descobriram um fóssil de um crânio com mais uma idade equivalente a 26,5 milhões de anos pertencente a um tipo de animal chamado de rinoceronte-girafa, também nomeado paraceratérios – considerado um dos maiores mamíferos que já caminharam no Planeta Terra. Ao que todos os estudos indicam, essa é uma nova espécie de paraceratério. A novidade, no entanto, é que essa sexta espécie é maior que todas as outras cinco das quais já temos informações sobre.

-Publicidade-

O fóssil de Paraceratherium linxiaense foi encontrado na Bacia Linxia, que fica na Província de Gansu, na China. Desde a década de 1980, a região sempre está cheia de paleontólogos trabalhando em busca de vestígios de mamíferos. A mais recente descoberta foi publicada em um periódico especializado no assunto, o Nature Communications Biology.

Para a alegria dos cientistas, tanto o crânio quanto o maxilar do animal estavam totalmente preservados quando foram encontrados durante as escavações. Nos estudos feitos a partir da descoberta, os paleontólogos puderam notar que o nariz desta nova espécie de Paraceratério é mais curto do que o das outras espécies já catalogadas – sua cavidade nasal, no entanto, é mais profunda.

O Prime Day da Amazon está chegando!

Nos dias 21 e 22 de junho, você terá descontos incríveis em todas as categorias do site da Amazon. Confira as ofertas antecipadas AQUI! As promoções são exclusivas para membros Prime, então se você ainda não é assinante, aproveite para fazer sua inscrição CLICANDO AQUI. A assinatura é de apenas R$ 9,90 por mês e, além de promoções especiais, você tem acesso a filmes, séries e desenhos animados e direito a frete grátis nas compras do site. Membros Prime também ganham uma promoção de teste por 4 meses grátis para o Prime Music Unlimited.

A espécie foi descoberta em uma província da China (Foto: Reprodução Science Alert)

Uma das espécies já encontradas anteriormente, a P. bugtiense, registrada mais ao sul da China, tem uma cavidade nasal mais rasa quando comparada à descoberta mais recente e seu crânio também é menor. De acordo com os pesquisadores, esse novo animal é bastante parecido com o rinoceronte-girafa P. lepidum, cujo fóssil foi encontrado no Cazaquistão.

Mesmo com tantas diferença, existem pontos em comum: pescoço longo que permitia esses animais a se alimentarem de árvores com até 7 metros de altura e ausência de chifres. Apesar do nome, essa espécie é mais semelhante às antas pescoçudas do que rinocerontes de fato.

Cientistas estimam que esses animais animais podem ter alcançado 4,8 metros de altura contando da base até os ombros – tamanho semelhante ao das girafas. Além disso, os paleontólogos acreditam que essa nova espécie possa ter pesado até 21 toneladas, algo em torno ao peso de 4 elefantes africanos juntos. Apesar de todas as informações já coletadas, ainda não se sabe o que levou os rinocerontes-girafas à extinção.