Cirque du Soleil pode decretar falência em meio à pandemia de coronavírus por dívida bilionária

A empresa teve 95% da força de trabalho afetada após demissões temporárias e teve que cancelar shows para lidar com as contaminações de covid-19 ao redor do mundo

Resumo da Notícia

  • A empresa de Montreal possui uma dívida de R$ 4,5 bilhões
  • Por causa da pandemia, o Cirque du Soleil precisou cancelar diversos shows
  • Há cogitação em decretar falência
  • 4,6 mil funcionários foram afastados da empresa
4,6 funcionários foram afetados (Foto: Getty Images)

A empresa Cirque du Soleil Entertainment Group, que gerencia o Cirque du Soleil, está pensando em decretar falência após ter que cancelar diversos shows por causa da pandemia de coronavírus. De acordo com a Routers, a companhia que foi criada em Montreal precisou demitir temporariamente grande parte dos funcionários.

-Publicidade-

Afastando pelo menos 4,6 mil funcionários, eles representam cerca de 95% da força de trabalho do Cirque du Soleil. Em entrevista à agência, uma fonte declarou que a empresa teria atualmente uma dívida de US$ 900 milhões, o que equivale a R$ 4,5 bilhões, porém os credores poderiam negociar o valor.

A empresa possui uma dívida bilionária (Foto: Getty Images)

O Cirque du Soleil ainda não decidiu como irá tratar o impasse financeiro, de acordo com as fontes, mas os negócios serão discutidos em anonimato e tidas como confidenciais. Segundo informações do G1, a empresa se recusou a falar sobre o assunto.

-Publicidade-

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-