Colegas de trabalho descobrem que são irmãs separadas há mais de 30 anos

Julia Tinetti, de 31 anos e Cassandra Madison, de 32, se conheceram em 2013, em algum momento, eles descobriram que ambas nasceram na República Dominicana e foram adotadas fora do país

Resumo da Notícia

  • Duas mulheres que trabalham descobriram recentemente que são irmãs biológicas
  • Julia Tinetti e Cassandra Madison, se conheceram em 2013 enquanto trabalhavam em um bar
  • A história foi complicada, mas teve um final feliz!

Duas mulheres que trabalham lado a lado num bar em Connecticut, descobriram recentemente que são irmãs biológicas! Julia Tinetti, de 31 anos, e Cassandra Madison, de 32, se conheceram em 2013 enquanto trabalhavam no Russian Lady Bar em New Haven. Em algum momento, elas descobriram que ambas nasceram na República Dominicana e foram adotadas.

-Publicidade-
Amigas que trabalharam juntas descobrem que são irmãs (Foto: Reprodução / Facebook)

“Depois daquele momento, estávamos tão próximas. Começamos a sair juntas, para descontrair, jantar… E até mesmo nos vestir iguais”, disse Julia ao Good Morning America. “Eu a achei legal. Nós meio que nos demos bem na hora, foi muito natural”, completou.

Após os amigos de colegas de trabalho comentarem sobre como as duas pareciam irmãs, Tinetti e Madison resolveram comparar os papéis de adoção, mas os documentos não batiam. “Os registros diziam que éramos de duas cidades diferentes, com sobrenomes diferentes. E até os nomes de nossas mães em nossa papelada eram diferentes”, disse Tinetti.

No entanto, com base em cronogramas, datas de nascimento e a semelhança, Tinetti e Madison disseram que sentiram que deveria haver uma conexão. Julia nasceu em 1989, e Cassandra nasceu em 1988, ambas foram adotadas logo após o nascimento.

Cassandra disse que estava confiante de que ela e Tinetti eram irmãs devido às origens e semelhanças físicas, embora os papéis de adoção incompatíveis ​​cancelassem esse pensamento.

Montando o quebra-cabeça

Uma das pessoas que ajudou as meninas a descobrirem que eram irmãs foi Molly Sapadin, de 31 anos, amida distante de Julia. Sapadin foi adotada na República Dominicana após o nascimento em 1990. As mães adotivas de Molly e Tinetti eram amigas, e Sapadin e Tinetti cresceram juntos em New Haven, Connecticut.

Então, após Julia apresentar Madson para a Cassandra, ela começou a comparar a papelada de adoção, achando que as duas poderiam ser parentes. Ela pensou que talvez pudessem ser meias-irmãs, já que os documentos mostravam que elas tinham o mesmo sobrenome e a mesma pessoa listada como a mãe.

Mas como o Molly e Julia foram adotadas em dias próximos, todas as três mulheres acreditam que as informações nos papéis de adoção poderiam estar erradas. Foi então que Molly decidiu fazer um teste de DNA,  e o resultado mostrou que Madison era apenas sua prima em terceiro grau – não sua irmã como ela pensava inicialmente. “Fiquei muito animada por fazer parte de uma família enorme que eu não conhecia”, disse ela.

Colegas de trabalho descobrem que são irmãs separadas há mais de 30 anos (Foto: Reprodução / Facebook)

A confusão aconteceu porque os documentos os sobrenome de Julia estava trocado com o de Molly. “Não sei por que tenho os registros de adoção que dizem que a mãe dela era minha mãe, não sabemos”, disse ela.

Encontrando a família

Após o teste, Cassandra descobriu um primo que a conectou a o pai biológico, Adriano Luna Collado, que ainda mora na República Dominicana. A mãe biológica de Madison, Yulianna Collado, infelizmente já faleceu em 2015 após sofrer um ataque cardíaco.

Após a descoberta, em 2018, Cassandra viajou para a República Dominicana, onde conheceu o pai biológico e os irmãos. Foi então que ela descobriu que os pais não tinham condições de criá-la na época. “Além da Republica Dominicana ser um país muito pobre, eles não podiam cuidar de nós”, explicou Cassandra.

Depois que o teste genético eliminou Molly como sua irmã, Madison perguntou ao pai biológico se ele e a mãe já deram outro bebê para adoção – já que ela presumiu que o bebê era Julia. “Ele disse: ‘Foi apenas um momento difícil para mim e sua mãe. Então, não gosto de falar sobre isso. Não gosto de pensar sobre isso'”, relembra ela.

Foi então que o pai confirmou e Cassandra pressionou Julia para fazer um teste de DNA. Os resultados chegaram em 28 de janeiro, mostrando que as duas mulheres são irmãs e têm os mesmos pais biológicos. “É emocionante. Temos mais uma irmã”, disse Madison. “Especialmente porque Julia [Tinetti] e eu já éramos amigas”, completou.

No total, os pais de Tinetti e Madison tiveram nove filhos juntos. Existem três meninos e seis meninas. Julia e Cassandra foram as únicas duas crianças adotadas. Eles também têm sobrinhas e sobrinhos que vivem atualmente na República Dominicana.