Família

Com a liderança de Michelle Bolsonaro, governo lança programa para incentivar atividades voluntárias no Brasil

Além da primeira-dama como presidente do conselho, o Ministro da Cidadania Osmar Terra vai assumir a coordenação do novo projeto

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

Michelle Bolsonaro lança Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado (Foto: Getty Images)

Na última semana, dia 9 de julho, o presidente Jair Bolsonaro, pai de Eduardo, Carlos, Renan, Flávio e Laura, lançou um novo projeto do governo que terá a primeira-dama Michelle Bolsonaro, mãe de Laura e Letícia, como presidente do conselho. A iniciativa é um Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado e foi intitulado de “Pátria Voluntária”. A divulgação para a imprensa foi feita no Hospital da Criança José de Alencar, em Brasília.

Michelle fez questão de compartilhar a novidade no Instagram. “Assumi hoje a presidência do Conselho do Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado. Nós podemos, cada um à sua maneira, contribuir para transformar o Brasil em um país mais justo e acessível”, escreveu a primeira-dama. Ela também deixou claro a missão do nosso projeto: somar forças para melhorar a qualidade de vida dos brasileiros.

Durante o lançamento do “Pátria Amada”, Michelle comentou sobre o envolvimento que já tinha com atividades de voluntariado e disse que o objetivo do projeto é incentivar a participação dos brasileiros em atividades sustentáveis, culturais e educacionais voltadas à população brasileira mais carente. O governo deixou claro que as pessoas que vão participar do conselho não serão remuneradas pelo trabalho. Tudo vai ser coordenado pelo poder público, organizações da sociedade civil e o setor privado.

Michelle Bolsonaro e o presidente no lançamento do novo projeto Pátria Voluntária em Brasília (Foto: reprodução / Instagram / @michellebolsonaro)

O ministro da Cidadania Osmar Terra, pai de Arthur e Enzo, que vai coordenar o projeto, fez um elogio à esposa do presidente pela dedicação com o trabalho voluntário. “Ela é realmente uma pessoa muito especial, em termos de empatia, de preocupação com o social”, disse em entrevista para o jornal O Globo

Osmar Terra também tem um projeto que busca trazer melhor qualidade de vida para as crianças brasileiras que chama “Criança Feliz”. A iniciativa tem dado muito certo no Brasil, já são mais de 2 mil municípios colhendo os frutos do trabalho. Funciona assim: o programa acompanha gestantes e crianças, até três anos de idade, beneficiárias do Bolsa Família e também aquelas que recebem o benefício de Prestação Continuada (BPC) até os seis anos de idade. As pessoas que vão visitar esses grupos familiares orientam os responsáveis, em casa mesmo, a como estimularem a criança a crescer e se desenvolver de maneira saudável em todas as áreas da vida.

Durante participação em uma das edições do Seminário Internacional Pais&Filhos, Osmar Terra falou sobre o programa que tem no Ministério da Cidadania e a importância do afeto na vida dos filhos para a formação plena das atividades cognitivas. “A formação da memória cognitiva ocorre nos primeiros mil dias de vida do seu filho. Ele precisa da maior quantidade possível de informações para se desenvolver plenamente”, explicou o Ministro.

“Quando a mãe entra em um processo de depressão pós-parto, por exemplo, o quanto antes isso é diagnosticado, melhor! O visitante, que participa do projeto ‘Criança Feliz’, informa aos profissionais as necessidades daquela pessoa”, exemplificou Osmar. Segundo o Ministro, o acompanhamento semanal faz toda a diferença no desenvolvimento destas famílias.

Segundo pesquisa do PNAD, do IBGE, 7,2 milhões de brasileiros fizeram algum tipo de atividade voluntária em 2018 (Foto: reprodução / Instagram / @michellebolsonaro)

Como vai funcionar o “Pátria Amada”

De acordo com o site do Governo Federal, o “Pátria Amada” vai utilizar espaços físicos públicos para desenvolver ações solidárias que incentivem a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios Contínua (PNAD), do IBGE, 7,2 milhões de brasileiros fizeram algum tipo de trabalho voluntário em 2018.

Michelle Bolsonaro durante a posse do presidente Jair Bolsonaro fazendo um discurso em LIBRAS (Foto: reprodução / Instagram / @michellebolsonaro)

Além da novidade do projeto, o Governo anunciou o Prêmio Nacional de Incentivo ao Voluntariado que vai funcionar assim: a premiação será feita anualmente reconhecendo as atividades dos cidadãos e organizações que promovem e praticam esse tipo de ação social. As ONGs que têm esse caráter social também vão receber um Selo de Acreditação do Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado.

Leia também:

Ministério da Cidadania faz campanha de combate às drogas com foco nos jovens

Conheça como vai funcionar o Ministério da Cidadania que será comandado pelo médico Osmar Terra

Programa “Criança Feliz” é reconhecido nos Estados Unidos durante palestra em Harvard