Como fortalecer a relação entre o casal durante a quarentena?

O aumento do convívio pode ser desafiador, mas também é uma oportunidade excelente para crescimento tanto individual quanto à dois

Resumo da Notícia

  • Apesar de todas as dificuldades, a quarentena pode ser um período para fortalecer as conexões
  • Saiba como fazer isso em casal durante esse período
  • O diálogo é a base de tudo e os benefícios dessa boa relação se estendem para os filhos
Os benefícios se estendem para a família toda (Foto: iStock)

Não existe relacionamento perfeito, afinal ninguém consegue atingir esse padrão ideal. E está tudo bem. Discordar faz parte do dia a dia, assim como os sorrisos que só aquela pessoa é capaz de nos proporcionar. Em tempos de pandemia de coronavírus e necessidade de isolamento social, muitos casais sentiram que o relacionamento foi colocado em teste, por isso, conversamos com a psicóloga clínica e autora do livro Valida-te Tatiane de Sá Manduca, mãe de Mateus, para entender de que forma fortalecer esse laço durante a quarentena

“O relacionamento é constituído por duas pessoas (dois inteiros) diferentes, tão singulares em suas maneiras de interpretar o mundo, seus desejos próprios, suas bagagens emocionais, duas diferentes maneiras de lidar com a tensão e o estresse. Enquanto um pode reagir se esquivando de falar sobre determinado assunto, o outro para se sentir menos angustiado e tem a necessidade de conversar. Eis aqui o grande desafio que constituirá a identidade do casal”, pontua. Por isso, a grande questão é como transformar esse “eu” em “nós”. 

Exigir menos, fazer mais

Embora não seja uma tarefa fácil, a especialista afirma que é uma oportunidade incrível para evolução e aprendizado. Com a intensificação do convívio, explica: “As inquietudes ou incômodos que antes já eram percebidos, hoje passam a ser mais potencializados” e alerta para que faça uma reflexão consigo mesma se não está com uma superexigência ou idealizando demais o parceiro. “Ao invés de esperar do outro que nossa necessidade seja atendida, podemos criar espaço para dialogar”, sugere. 

O diálogo é a chave para uma relação mais forte (Foto: iStock)

Trata-se de não apenas exigir, mas tomar a iniciativa. Você já disse frases como “me sinto magoada”, “estou com medo/triste” ou “gostaria que você me escutasse, porque é importante para mim”? A psicóloga lembra que a comunicação é a base para um bom relacionamento e essa interação precisa acontecer. Claro, que de maneira a expressar os sentimentos, evitando generalizações como “sempre” ou “nunca” e sem ironias. “É necessário construir um espaço de intimidade emocional para falar sem atacar e ouvir sem se vitimizar, mas com propósito de legitimar as próprias necessidades e necessidades do outros”, diz. 

Antes de casal, indivíduos

O objetivo não é anular futuras discordâncias, mas se sentir validado e apoiado para expressar os sentimentos de forma aberta e clara quando esses problemas surgirem (até porque eles irão surgir). Para que o casal esteja bem, Tatiane também reforça a necessidade de um certo distanciamento e respeito a singularidade de ambos. Combinar um tempo para cada um estar à sós é tão importante quanto para um programa à dois. “Antes de ser ‘par’, precisamos ser ‘ímpar’”, comenta.   

Cuidar de você e da sua relação como casal não será benéfica apenas para ambos, mas toda a família. “Quando nos comunicamos de maneira assertiva e compreendemos a perspectiva do outro, transmitimos aos nossos filhos valores como empatia, acolhimento, reconhecimento de nossas próprias emoções e as emoções do outro, aprendemos sobre a responsabilidade e compromisso emocional de como iremos lidar com os próprios sentimentos e sentimentos daqueles no qual nos importamos”, justifica. 

Cuidar de você é tão importante quanto cuidar da sua família (Foto: iStock)
Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!