Confira os eventos astronômicos de 2022 para desfrutar com a família

A Nasa divulgou o calendário com as datas dos fenômenos prometidos para esse ano

Resumo da Notícia

  • Esse ano haverão a presença de diversos eventos astronômicos na Terra
  • Superlua, chuva de meteoros, lua negra e muito mais!
  • Confira as datas abaixo

Esse ano promete diversos eventos astronômicos! Portanto, pegue seu calendário e anote os dias em que acontecerão os fenômenos para desfrutar com a família. Confira abaixo:

-Publicidade-

2 eclipses solares parciais

No dia 30 de abril e dia 25 de outubro, ocorrerá eclipses solares parciais, que é quando o Sol é coberto em apenas uma parte pela Lua. No entanto, ele só poderá ser visualizado através de um filtro especial ou pelo reflexo do Sol, devido aos fortes raios solares.

Eclipse lunar parcial
Eclipse lunar parcial (Foto: Reprodução/ Só Notícia Boa)

2 eclipses lunares totais

Já nos dias 15 a 16 de maio e no dia 8 de novembro, poderão ser vistos 2 eclipses lunares totais, que é quando a lua fica com o tom avermelhado. De acordo com a Nasa, o primeiro fenômeno poderá ser visto na América do Sul.

Eclipse total em San Diego, na Califórnia em maio de 2021 (Foto: Mike Blake / Reuters)

3 superluas

No dia 14 de julho, 13 de julho e 12 de agosto teremos o vislumbre de 3 “superluas” que é quando a lua cheia fica mais próxima ao planeta Terra, tornando-a mais brilhante visivelmente.

Periélio e afélio

Nesta terça-feira, 4 de janeiro, a Terra alcança o ponto mais próximo ao sol pela manhã, às 06h52 (horário de Brasília), sendo o periélio. Já o afélio é quando a Terra atinge o ponto da órbita mais distante do Sol. Esse fenômeno ocorrerá no dia 4 de julho às 4h10 (horário de Brasília).

10 chuvas de meteoros

De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, no ano de 2022 haverá 10 chuvas de meteoros. Veja a lista abaixo:

Mw
Chuva de meteoros (Foto: Reprodução/ Uroš Fink/ Instagram)
  • Quadrantids: ocorrerá no 26 de dezembro de 2021 a 16 de janeiro de 2022 (com o pico de 2 a 3 de janeiro);
  • Lyrids: ativa de 15 a 29 de abril (pico: de 21 a 22 de abril);
  • Eta Aquariids: 15 de abril a 27 de maio (pico: de 4 a 5 de maio);
  • Tau Herculids: entre o fim de maio e o início de junho (possivelmente de 29 a 31 de maio);
  • Delta Aquáridas: 18 de julho a 21 de agosto (pico: de 29 a 30 de julho);
  • Perseidas: 14 de julho a 1º de setembro (pico: de 11 a 12 de agosto);
  • Orionids: 26 de setembro a 22 de novembro (pico: de 20 a 21 de outubro);
  • Leônidas: 3 de novembro a 2 de dezembro (pico: de 17 a 18 de novembro);
  • Geminidas: 4 a 17 de dezembro (pico: de 13 a 14 de dezembro);
  • Ursids: 17 a 26 de dezembro (pico: de 22 a 23 de dezembro).

Lua negra

No dia 30 de abril, ocorrerá o fenômeno da “lua negra”, contrária a “lua azul” é quando há a segunda lua cheia dentro do mesmo mês. O fenômeno não pode ser visto, mesmo com equipamentos especiais. Afinal, ele é quando o lado que está iluminado fica “atrás” do planeta Terra.