Família

Conheça 11 regras de viagem que a família real deve seguir

Já em ritmo de preparação para o primeiro passeio internacional do príncipe Archie

Giovanna de Boer

Giovanna de Boer ,filha de Karen e Christiano

(Foto: Reprodução/therealmyroyals)

Enquanto para a maioria das pessoas fazer a mala é basicamente colocar algumas roupas na mala, fazer uma playlist de músicas novas e sair no horário para o aeroporto, para a família real a história é outra. A viagem da família real é recheada de regras, itinerários e já disse regras? Em clima de preparação da primeira viagem oficial de Meghan e Principe Harry com o bebê Archie, aqui vão alguns protocolos que devem ser seguidos.

Os herdeiros devem viajar separados

Protocolo real! Dois herdeiros nunca devem viajar no mesmo avião. Dessa forma, a linhagem real é protegida. Na realidade não existe uma regra no papel, mas se dois descendentes quiserem viajar, eles precisam pedir permissão à rainha Elizabeth, que é a pessoa que dá as palavras finais sobre os assuntos. O Príncipe William recebeu permissão para quebrar as regras quando o filho, George,  tinha apenas nove meses de idade.  O Príncipe George acompanhou seus pais em uma turnê pela Austrália e Nova Zelândia em 2014.

A Família Real deve viajar de preto 

Como regra geral, todos os membros da Família Real britânica devem sempre devem viajar de roupa preta. Parece bobagem, né? Mas tudo tem um motivo. Essa regra existe porque um membro da Família Real morreu durante uma viagem ao exterior. Há boatos de que essa regra foi criada pela rainha Elizabeth II em 1052, quando ela estava no Quênia com o príncipe Phillip e recebeu a notícia de que o pai, George VI, havia falecido.

Demonstrações públicas de afeto não são bem vistas

Carinhos em público são desaprovados pela Família Real. Mas nós já vimos que o Príncipe Harry e Meghan Markle não se incomodaram em quebrar esse protocolo mais de uma vez. No entanto, é esperado que os membros da realeza nunca façam com que aqueles que são de uma cultura mais conservadora se sintam desconfortáveis ​​mostrando qualquer sinal de afeto público.

Todos os membros da realeza devem passar pela imigração

É claro que a Família real não precisa esperar aquelas longas filas da alfandega, mas mesmo assim, todos precisam ter passaportes e passar pelo processo de imigração. Todos eles devem passar pelos procedimentos padrões de cada país que visitam. única pessoa que não é exigida passaporte é a Rainha Elizabeth. Ela recebe tratamento especial, mas ainda tem que compartilhar o nome completo, idade, nacionalidade, endereço, local de nascimento e sexo quando ela entra e sai do Reino Unido.

Não podem comer alho

Isso mesmo que você leu! Sem alho. Quando a Rainha Elizabeth II está viajando e quando  está em casa ela se recusa a comer alho. Os outros membros da realeza, quando estão em turnê real, não podem comer pratos que contenham o ingrediente. Isso tudo porque o tempero pode causar mau hálito. Já imaginou cumprimentar um herdeiro e descobrir que ele tem bafo de alho? Não parece boa ideia.  De acordo com um relatório, o alho foi banido do menu no Palácio de Buckingham.

É proibido tirar selfies e dar autógrafos

Por razões de segurança, a realeza não pode tirar selfies com fãs ou dar autógrafos. Eles não podem assinar por motivos de falsificação. No entanto, Meghan quebrou essa regra quando assinou um livro de autógrafos que pertencia de uma menina de 10 anos de idade. Quando o assunto é fotos, a Rainha não autoriza, mas William, Kate, Harry e Megan às vezes tiram selfies com os fãs. Não é algo que acontece o tempo todo!

Quando a Rainha para de comer, todos devem parar

Essa regra é válida quando a realeza está viajando ou não! Quando qualquer pessoa que jante com a Rainha deve saber dessa regra básica, que é seguir todos movimentos de Sua Majestade. Então, se a Rainha parar de comer, todos devem parar de comer à mesa. Isso deve ser difícil se você ainda estiver com fome, mas a Rainha está no comando.

A realeza sabe cumprimentar em vários idiomas

Como a Família Real viaja o mundo todo, é imprescindível que eles saibam diversos idiomas, para ao menos saber dar “oi”. Há relatos de que há pessoas que ajudam os viajantes reais à se prepararem  para cada país antes da visita oficial. Antes de chegarem ao destino, eles também praticam a etiqueta e estudam a cultura do país. Nos bastidores, há muita preparação, especialmente quando viajam para um país que nunca estiveram antes.

Eles sempre devem viajar com uma babá

Quando os membros da Família Real viajam com crianças, eles devem sempre ter uma babá por perto. Até porque, não se pode levar crianças aonde quer que vão, ainda mais em turnês reais, com obrigações e uma agenda superapertada. Foi dito que o príncipe Harry e Meghan acabaram de contratar alguém para ajudar na próxima turnê na África. Nós sabemos que viajar com uma criança de seis meses não é fácil, especialmente quando você tem vários compromissos diários como eles terão.

Todos os presentes devem ser aceitos 

Não impota o tamanho, a forma ou a cor, todos os presentes devem ser aceitos pela Família. Em outubro de 2018, quando o duque e a duquesa de Sussex estavam em turnê na Austrália, receberam centenas de brinquedos de pelúcia, cartões feitos a mão e pôsteres de fãs. Esses presentes nunca ficam nas mãos deles por muito tempo e são passados ​​para alguém em sua comitiva. Os presentes são mantidos ou doados, se não puderem ser usados.

Regras na hora de fazer a mala

A Família Real também tem uma lista de roupas específicas que eles devem levar quando viajam para fora do Reino Unido. Os meninos devem ter pelo menos cinco pares de calças em cores diferentes. Aqui vai uma curiosidade: os meninos podem usar bermudas até os 9 anos de idade. Além disso, as meninas devem ter “pelo menos dez presilhas” na mala e, de acordo com os artigos, a duquesa de Cambridge e a duquesa de Sussex devem ter pelo menos dois pares de sapatilhas beges.

Leia também: 

A família real vai aumentar? Kate Middleton fala sobre gravidez do quarto filho

Amigo da família real dá detalhes sobre a relação de Príncipe Harry com o filho: “Pai que sempre imaginei”

Meghan Markle irrita funcionários da família real e ganha apelido maldoso