Coração de tia sempre cabe mais um! As emoções (e responsabilidades) que só quem tem sobrinhos sabe

No dia 21 de setembro, as tias tem uma data especial só delas! Consideradas a nossa segunda mãe, elas têm o dever de se divertir muito e, claro, ser uma verdadeira referência para as crianças

Resumo da Notícia

  • Em 21 de setembro é comemorado o Dia da Tia
  • Ela tem o papel de ser um porto seguro, além de ser considerada a nossa segunda mãe
  • Com os sobrinhos, as tias vão aprender e ensinar (muito!)

Sabe aquela pessoa em que a gente pode confiar e é nossa mãe de coração? Além de dividir segredos e estar quase sempre presente em nossas vidas, a tia (ou tias!) merecem um lugar bastante especial. Nesta segunda-feira, 21 de setembro, é comemorado o Dia da Tia, afinal, ela é uma grande companheira e merece um momento uma data única.

-Publicidade-
No coração de tia sempre cabe mais um! (Foto: Getty Images)

Quando um sobrinho chega, a ansiedade para conhecê-lo só aumenta e com ela, nascem as emoções e responsabilidades: “A tia é aquela pessoa descontraída, que tem o papel de dar um alívio para os pais e para a criança. Num momento de conflito ou quando a criança precisa conversar com alguém, ela pode recorrer”, explica a psicóloga Daniela Bisorde, mãe de Manoella, Stella, Fabrizio e Gabriela.

A tia também pode educar (e aprender!)

Não dá para fugir! “A tia pode ajudar a educar sendo uma referência boa para a criança”, diz a psicóloga. Quando for necessário, é muito importante que ela também ajude sim a corrigir a criança. É comum que elas nos ensinem coisas novas todos os dias, então não dá para deixar de aprender. Com os sobrinhos, o abraço nunca será dispensado, além de sempre saber valorizar os pequenos detalhes (que fazem toda a diferença!).

-Publicidade-

Mas afinal, o que é ser tia?

Para Andreia Calçada, mãe de João Pedro e psicóloga, o papel da tia “pode ser de uma mãe mais lúdica e brincalhona”. Pensando nesse lado, parece que as tias conseguiram ficar com a parte mais leve! Ainda mais ao pararmos para pensar que elas são mais fáceis para a criança conversar, já que estão fora da história e são neutras. Quando é tia, é mais fácil de conversar, já que ela é um ponto neutro na história, está fora da história. A tia tem um papel de escuta por estar fora da situação.

Já para Cleide, que é professora da Educação Fundamental I, é especialista em ser tia! A lista de sobrinhos é longa, mas todos recebem amor e carinho de sobra. Paula, Fernanda, Renata, Anderson, Carolina, Lethícia, Leonardo, Bianka e Murilo tem um lugar bastante especial na vida dela.

As tias também podem ajudar na educação dos sobrinhos, além de aprender muito com eles (Foto: Shutterstock)

No coração de tia sempre cabe mais um!

A professora se autodeclara uma tia (bastante!) babona. E provou que tem um coração enorme para cada um dos sobrinhos: “Fico na torcida para que todos os meus sobrinhos consigam realizar os sonhos deles! E estou na torcida, vibrando a cada conquista e sempre beijo, abraço e aperto!”, disse emocionada.

A troca familiar e a criação de laços

Para a psicóloga Andreia, “ter uma tia é um privilégio não só para a criança, mas também para a mãe” e a gente concorda! Isso porque ter uma tia presente na vida do filho significa uma dose extra de carinho e atenção, que sempre faz muito bem para a criança.

Ser tia é apoiar (e ser apoiada!), se orgulhar dos sobrinhos e, claro, se divertir à beça com eles! Além disso, sempre que você precisar, ela estará de braços abertos para te receber e ser um porto seguro nos momentos bons e também naqueles mais difíceis.

-Publicidade-