CoronaVac: 5,4 mil litros de insumos chegam ao Instituto Butantan para produção da vacina

O voo, que saiu de Pequim para Campinas, chegou na madrugada desta quinta-feira no aeroporto de Viracopos com o primeiro lote de insumos do ano

Resumo da Notícia

  • O voo de Pequim para Campinas chegou no aeroporto de Viracopos na madrugada de hoje
  • O lote com insumos é o primeiro do ano no Brasil
  • A partir dele, poderão ser produzidas 8,6 milhões de doses da CoronaVac

Na madrugada desta quinta-feira, 4 de fevereiro, chegou no Brasil o avião com os 5,4 mil litros de insumos para a produção da Coronavac. De acordo com o governo do estado de São Paulo, o material é suficiente para a produção de 8,6 milhões de doses da vacina.

-Publicidade-
8,6 milhões de doses poderão ser fabricadas com a chegada dos insumos (Foto: Freepick)

O voo, vindo de Pequim, pousou no aeroporto de Viracopos, em Campinas, no estado de São Paulo, por às 23h46 no horário de Brasília. Este é o primeiro lote com insumos que o Brasil recebe este ano para a produção dos imunizantes pelo Instituto Butantan.

Neste instante, as matérias-primas acabaram de chegar ao Instituto e as vacinas já podem começar a serem feitas. No próximo dia 25, as doses serão entregues ao Ministério da Saúde para o Plano Nacional de Imunização. Na próxima quarta-feira, 10 de fevereiro, mais uma carga com 5,6 mil litros de insumos vão chegar em São Paulo.

Até o momento, somando a carga já recebida com a da próxima semana, serão fabricadas cerca de 17,3 milhões de doses da Coronavac. A partir disso, a previsão é de que o Butantan alcance até 600 mil doses diárias de produção.