Coronavírus: bebê de 9 meses está entre os infectados pela doença que já matou mais de 50 pessoas

Até então, uma menina de dois anos era a pessoa com a menor idade entre os infectados

(Foto: Getty Images)

A cidade de Pequim registrou 68 casos confirmados de coronavírus. Segundo a rede de televisão norte-americana CNN, um bebê está entre os pacientes diagnosticados.

-Publicidade-

Uma bebê de de 9 meses é o caso mais jovem conhecido a ser confirmado até agora. Até então, uma menina de dois anos era a pessoa com a menor idade entre os infectados. A China já registrou mais de 2 mil casos e 56 mortes pela doença.

O presidente chinês, Xi Jinping, declarou que o país vive uma “situação grave” e causou o cancelamento das festas do Ano Novo Lunar em diversas cidades.

-Publicidade-

No Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde, os coronavírus são uma grande família viral que causa infecções respiratórias em seres humanos e em animais. No Brasil, ainda não foram confirmados casos de coronavírus. Representantes do Ministério da Saúde afirmaram na última quinta-feira (23) que já descartaram a suspeita de casos de coronavírus em cinco Estados.

Apesar disso, os aeroportos brasileiros começaram a divulgar um alerta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre o coronavírus, que orienta os passageiros que chegaram da China e estão com sintomas como febre e tosse a procurar uma unidade de saúde.

Para se prevenir, a recomendação do Ministério da Saúde é a mesma feita para a prevenção de infecções respiratórias agudas:

  • Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • Lavar as mãos com frequência, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

 

Resposta do governo

Alguns estados brasileiros já estão com medidas para reforçar essa questão. O Governo de São Paulo lançou o plano de prevenção e a formação de um comitê estratégico para ações relacionadas ao coronavírus.

À princípio, R$ 200 mil serão destinados para a aquisição de kits diagnósticos para o Instituto Adolfo Lutz. O recurso também será empregado na compra de insumos e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), como máscaras, luvas, óculos e aventais para profissionais de saúde dos hospitais e laboratórios estaduais. 

Se houver necessidade, esse valor será aumentado. A Saúde também instituiu um centro de operações de emergências que contará com representantes de instituições estaduais, municipais e federais. Tudo com o intuito de prevenir, vigiar e dar assistência em relação à doença. 

O centro também vai colaborar na análise de dados e de informações para subsidiar tomadas de decisões e definição de estratégias, preparação da rede e de ações deenfrentamento de emergências em saúde pública. 

“Os profissionais de saúde que atuam em São Paulo estão sendo orientados sobre esse novo vírus e a importância de nos informar rapidamente sobre qualquer caso suspeito. Nossa rede está preparada para atender pacientes e conta com serviços de referência na área de infectologia para casos graves. Seguiremos vigilantes, orientando organizações públicas e privadas, veículos de comunicação e a sociedade civil, prezando pela agilidade e transparência”, afirmou o Secretário Germann.

O diagnóstico e procedimento irá funcionar assim: o paciente deve procurar um hospital logo que os primeiros sintomas surgirem; o profissional fará uma avaliação solicitando exames; de acordo com o resultado, o médico recomendará o isolamento do paciente (que pode ser domiciliar ou hospitalar de acordo com a gravidade). 

Leia também:

Menina de 3 anos contrai o coronavírus e luta pela vida há mais de um mês

7 cuidados com bebês no inverno para deixar seu filho longe das doenças respiratórias

Pediatra tira três dúvidas comuns sobre o vírus da dengue

    -Publicidade-