Coronavírus: com Rainha Elizabeth isolada, Reino Unido estima chegar a 55 mil casos da doença

Governo britânico anunciou nesta terça-feira medidas mais extremas buscando conter a transmissão do vírus

Resumo da Notícia

  • Reino Unido anuncia novas medidas para conter a transmissão do novo coronavírus (Covid-19)
  • De acordo com especialista do governo, se a região chegar ao final da pandemia com 55 mil casos confirmados, seria um resultado "razoável"
  • Atualmente, o Reino Unido contabiliza 1.950 casos confirmados de Covid-19 e 55 mortes
  • Aos 96 anos de idade, a rainha Elizabeth está em isolamento fora do Palácio de Buckingham
Reino Unido anuncia medidas drásticas para contenção do novo coronavírus (Covid-19) (Foto: Reprodução/Instagram/ @theroyalfamily)

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) tem deixado o mundo inteiro em alerta – e a situação na Europa, considerado o novo epicentro da doença, é crítica. Nesta terça-feira (17), o consultor científico do governo, Patrick Vallance, considerou “razoável” estimar que o número de pessoas infectadas por coronavírus ao final da epidemia chegará a 55 mil. E mais: o especialista também considerou que se o Reino Unido chegar a 20 mil mortes seria “um bom resultado”.

-Publicidade-

De acordo com o último balanço oficial, o número de casos da doença no Reino Unido é de 1.950; 55 pessoas da região já morreram vítimas da doença. Atualmente, porém, os testes são realizados apenas para os casos considerados mais graves, apesar das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O governo britânico também anunciou na segunda-feira (16) medidas drásticas de contenção da pandemia, pedindo ao público que evite viagens e contatos desnecessários, promovendo o trabalho home office e deixando de frequentar locais públicos, como teatros e bares. De acordo com Vallance, essas medidas estarão em vigor pelos próximos meses, mas sem precisar quantos.

-Publicidade-

Também nesta segunda-feira a Rainha Elizabeth II, que tem 96 anos de idade, divulgou que deixará de viver no palácio de Buckingham e passará a morar no castelo de Windsor, que fica próximo a Londres, Inglaterra. A monarca resolveu se mudar para se prevenir do Coronavírus. Acontece que a rainha e o marido Philip, de 98 anos, estão no grupo de risco do COVID-19.

De acordo com uma fonte do jornal britânica The Sun: “A rainha está com boa saúde, mas foi melhor fazer a mudança. Muitos funcionários estão com medo do coronavírus. O Palácio de Buckingham fica no centro de Londres e possui uma equipe (de cerca de 500 funcionários) muito maior do que outras propriedades, por isso é considerado um local muito mais perigoso”.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!