Coronavírus deixa casal em um continente diferente do filho recém-nascido e história é de dar nó na cabeça

Os argentinos José Pérez e Flavia Lavorino estavam ansiosos pela oportunidade de ter um bebê por barriga de aluguel na Ucrânia. No entanto, por conta das novas restrições, ainda não foi possível ter o tão sonhado encontro da nova família

Resumo da Notícia

  • Casal argentino arruma barriga de aluguel na Ucrânia
  • O bebê que se chama Manu, já nasceu mas ainda não pode encontrar sua família
  • Os planos tiveram que mudar por conta das restrições da pandemia do coronavírus
Casal argentino está impedido de buscar recém-nascido de barriga de aluguel (Foto: Getty Images)

Para o casal de argentinos José Pérez e Flavia Lavorino o sonho de ter um filho finalmente iria se realizar este ano graças a ajuda de uma barriga de aluguel na Ucrânia. No entanto, em decorrência da pandemia do coronavírus, o país europeu decidiu impedir a entrada de estrangeiros desde março, não autorizando que José e Flavia encontre o recém-nascido. O bebê, que foi batizado de Manu, está 13.000 quilômetros de distância da sua nova família e o único contato com os pais é através de fotos e vídeos.

-Publicidade-

De acordo com informações do R7, o governo da Ucrânia só vai liberar a entrada do casal para buscar o bebê, se receber um pedido especial da embaixada do país de origem. “Fizeram uma chamada de vídeo no aniversário de um mês, mas é muito difícil. Qualquer pai que imagina seu filho longe sabe a angústia e a dor”, contou José em entrevista ao portal.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-
-Publicidade-