Coronavírus: entrega de vacinas contra gripe é antecipada em São Paulo para reduzir contaminação

Especialistas ressaltam que o método não atinge diretamente o coronavírus mas é importante para a imunização da população. A decisão foi tomada pelo governo do Estado

Resumo da Notícia

  • O governo do Estado de São Paulo vai antecipar a produção de vacinas contra a gripe
  • A vacinação será ampliada apara 75 milhões de doses em 2020
As vacinas serão antecipadas (Foto: reprodução / Getty Images)

Na quinta-feira, 27 de fevereiro, o governo de João Dória confirmou que o Estado de São Paulo vai antecipar a produção de vacinas contra a gripe no Instituto Butantan.

A vacinação será ampliada apara 75 milhões de doses em 2020 e a decisão foi tomada em conjunto com o Ministério da Saúde e o Centro de Contingência do Estado de São Paulo para o novo coronavírus.

O médico infectologista David Uip explicou que a vacina não afeta diretamente o coronavírus mas a imunização ampliada é muito importante para reduzir a contaminação nos próximos meses.

“Vacinando mais, mais pessoas estão protegidas e menos suscetíveis a doenças. É uma decisão absolutamente fundamental neste momento em que nós estamos começando a enfrentar um novo vírus. O Instituto Butantan está produzindo 75 milhões de doses desta vacina, é um recorde absoluto. Isto representa 10% da produção mundial”, ele explicou.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!