Coronavírus: não é todo álcool que protege contra a doença

Aliado da água e do sabão quando o assunto é a higienização das mãos para combater a pandemia do Covid-19, o álcool não é eficaz de usado de maneira errada

Resumo da Notícia

  • Higiene é uma das medidas preventivas mais importantes no combate contra o coronavírus
  • Álcool ajuda nas medidas de higiene
  • Não é todo álcool que funciona
  • Ele precisa ter concentração entre 60% e 80%
(Foto: Getty Images)

Uma das medidas mais importantes para combater o novo coronavírus é a higienização das mãos e de superfícies onde encostamos. Dessa maneira, a disseminação do vírus pode ser contida.

Além da combinação básica de água e sabão, o álcool também entra para o time que combate o Covid-19, mas é preciso ficar atento. Não é todo álcool que faz a diferença e combate o vírus de maneira eficaz.

Em entrevista para a Tilt, a doutora em Biociências e Biotecnologia Laura de Freitas explica: “O etanol só é eficaz quando usado em concentrações entre 60% e 80%”. Isso significa que o álcool, se for diluído demais ou estiver em seu estado puro, não ajuda a combater o coronavírus e limpar mãos e superfícies.