Coronavírus: Príncipe William confessa preocupação em relação à rainha Elizabeth e Charles: “Fazemos todo o possível”

O pai de George, Charlotte e Louis contou que não tem sido um período fácil para a família, principalmente depois de Charles testar positivo para a doença, mas garante que estão fazendo o possível para mantê-los protegidos

Resumo da Notícia

  • Príncipe William falou sobre a preocupação em relação à saúde dos avós e do pai diante da pandemia
  • Charles testou positivo para a doença, mas já está curado
  • William garante que todos os cuidados necessários estão sendo tomados para a segurança da família
De acordo com ele, estão tomando todas as medidas para garantir a segurança da família real (Foto: Reprodução/ dailymail)

Nesta sexta-feira (17), príncipe William desabafou sobre a situação da família real diante da pandemia. Ele revelou durante uma entrevista para a BBC, que ficou preocupado pelo pai, príncipe Charles, uma vez que testou positivo para o covid-19.

-Publicidade-

“Devo admitir que, no início, estava bastante preocupado”, contou. Charles precisou ficar sete dias em quarentena durante o mês de março, mas se recuperou sem necessidade de internação.

Além dele, William falou sobre o receio em relação aos avós, a rainha Elizabeth II e o príncipe Philip, uma vez que os idosos fazem parte do grupo de risco da doença e ambos têm mais de 90 anos de idade.

-Publicidade-

“Fazemos todo o possível para garantirmos que estejam isolados e protegidos”, afirmou príncipe William, acrescentando que os dois estão sendo mantidos no castelo de Windsor, que fica a 40km de Londres.

Durante a entrevista, ele também contou que a família tem passado por muitos altos e baixos, como qualquer outra diante desse momento. O pai confessou que o “homeschooling” com os filhos têm sido muito desafiador.

Por fim, aproveitou para valorizar o trabalho dos profissionais no combate ao coronavírus: “Essa situação irá mudar drasticamente como nós enxergamos nossos trabalhadores da linha de frente. Esse é um dos principais pontos positivos que podemos tirar disso”. No Reino Unido, até o momento, são 14 mil mortos.

 

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-