Coronavírus: vacina chinesa é testada em 60 mil pessoas e não apresenta efeitos adversos

Durante entrevista coletiva, representantes deram detalhes sobre a imunização como reações, valores e possibilidade de produção em massa

Resumo da Notícia

  • Representantes do governo chinês deram detalhes sobre as candidatas à vacina contra a Covid-19
  • Segundo eles, uma das opções não apresentou efeitos adversos após testes
  • 60 mil pessoas receberam dose da vacina voluntariamente
  • Eles ainda deram detalhes sobre os possíveis valores e produção em massa

O Ministério da Ciência e Tecnologia da China divulgou, na última terça-feira, 20 de outubro, que os testes de uma das quatro candidatas à vacina contra o coronavírus não “apresentaram efeitos diversos significativos”. Foram mais de 60 mil pessoas que receberam a dose da imunização voluntariamente.

-Publicidade-
Segundo representantes do governo chinês, uma das vacinas testadas não apresenta reações adversas (Foto: iStock)

De acordo com informações da EFE, publicadas pela UOL, Tian Baoguo, vice-diretor do Departamento Social do Ministério chinês, algumas pessoas tiveram sim reações à vacina, mas nada preocupante. “Os efeitos adversos são comuns e normais para uma vacina candidata. Das 60 mil pessoas que receberam a vacina, algumas tiveram efeitos adversos leves, como inchaço no local da vacinação ou febre, mas nenhum efeito colateral sério foi relatado”, ele disse em coletiva.

Segundo a publicação, 13 vacinas já foram parcialmente ou totalmente desenvolvidas pelo país e está na fase 3 de testes. Na mesma coletiva, o presidente do Grupo Nacional de Biotecnologia da China, Liu Jingzhen garantiu que eles estão preparados para produzir a vacina em massa assim que os testes forem concluídos. Eles estariam prontos para a produção de mais de 1 bilhão de doses no ano que vem, em 2021.

-Publicidade-
A China ainda disse que o valor da vacina será aceitável para o público geral (Foto: Getty Images)

Valor da vacina

Já em relação ao preço da imunização, Zheng Zhongwei, que é diretor do Departamento de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Comissão Nacional de Saúde, disse que ele provavelmente vai variar de acordo com o tipo de vacina. “Embora não seja determinada pela oferta e procura, mas pela tecnologia utilizada e pelo custo e escala de produção. Será um preço aceitável para o público em geral. A vacina inativada custará mais que o resto”.

Ele ainda acrescentou que as opções de imunização que o país vem desenvolvendo desde julho para casos especiais também não apresentam efeitos adversos. E, segundo a reportagem, o uso das vacinas segue rigoroso processo científico aprovado pelas autoridades.

O valor pode variar de acordo com o tipo de vacina (Foto: Reprodução / Getty Images)

App Pais&Filhos

Tem novidade na área: o novo aplicativo Pais&Filhos Interativo! Agora você pode ler conteúdos exclusivos, feitos com muito carinho pela equipe da redação da Pais&Filhos com toda a credibilidade, comprometimento e bom humor de sempre, e ainda testar seus conhecimentos sobre os principais assuntos do universo da parentalidade.

Já que ninguém cria filho sozinho, a Pais&Filhos se enxerga como parte da sua rede de apoio e para isso, disponibilizamos no aplicativo informações de qualidade sobre todas as fases da vida da criança, seja você pai ou mãe, grávida, ou até mesmo se você ainda for tentante.

Além disso, a plataforma ainda oferece quizz de perguntas e respostas para você testar seus conhecimentos sobre os mais diversos assuntos deste universo. Ao fazer o teste, você acumula pontos, e de quebra pode trocar por prêmios.

O Pais&Filhos interativo está disponível para iOS e Android, basta acessar a PlayStore ou a Apple Store direto do seu celular, baixar e fazer seu cadastro

-Publicidade-