Covid-19: Fiocruz prevê que vacina 100% brasileira vai estar pronta em setembro deste ano

A presidente da instituição, Nísia Trindade Lima, comentou nesta quinta-feira, 8 de abril, que tem planos de criar um insumo nacional do imunizante da covid-19

Resumo da Notícia

  • A presidente da Fiocruz comentou nesta quinta-feira, 8 de abril, que a instituição tem planos de criar um insumo nacional da vacina da covid-19
  • Segundo ela a partir de setembro o Brasil poderá ter a própria vacina 100% nacional
  • Atualmente, a Fiocruz precisa do insumo que vem da China para poder produzir a vacina AstraZeneca/Oxford

A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, comentou nesta quinta-feira, 8 de abril, que a instituição tem planos de criar um insumo nacional da vacina da covid-19, chamado Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), fundamental para o imunizante. Segundo ela, a partir de setembro o Brasil poderá ter a própria vacina 100% nacional.

-Publicidade-

Atualmente, segundo o G1, a Fiocruz precisa do insumo que vem da China para poder produzir a vacina AstraZeneca/Oxford. Em fevereiro, o atraso no envio do insumo paralisou a produção do imunizante no Brasil e a instituição chegou a dizer que a demora atrasaria todo o cronograma de vacinação.

A presidente da Fiocruz disse que o insumo brasileiro ficará pronto em setembro deste ano (Foto: Getty Images)

Durante a um debate da Comissão temporária da covid-19 do Senado, a presidente da Fiocruz disse a produção nacional do IFA vai dar “sustentabilidade” à vacinação. Nísia ainda contou que a previsão é a de que em setembro imunizantes já possam ser produzidos com o insumo brasileiro.

-Publicidade-

Para a produção do IFA nacional, é necessário que a Fiocruz assine um contrato de transferência de tecnologia para a produção da vacina da Universidade de Oxford e da AstraZeneca. A transferência significa ter todo o conhecimento necessário para fabricar a vacina 100% no Brasil. “Já estamos com as áreas adequadas, temos os profissionais, estaremos assinando contrato [de transferência de tecnologia] até o final deste mês e as entregas se darão a partir do mês de setembro de vacinas com o IFA nacional”, afirmou.