Covid-19: São Paulo identifica possível nova variante do vírus parecida com a da África do Sul

O caso está sendo acompanhado pela Vigilância Epidemiológica e pela Secretaria Estadual da Saúde para entender se o evento é isolado ou se há outros infectados

Resumo da Notícia

  • O governo do estado de São Paulo identificou nova cepa da covid-19 em Sorocaba
  • Por enquanto, a nova variante só foi vista em um infectado, que está em isolamento
  • Observaram é que a nova cepa do coronavírus é parecida com a da África do Sul

O governo do estado de São Paulo identificou nova cepa da covid-19 em Sorocaba, cidade que fica a aproximadamente 100km da capital paulista. Por enquanto, a nova variante só foi vista em um infectado, que está em isolamento enquanto a Vigilância Sanitária investiga se há outros contaminados.

-Publicidade-

O caso ainda está sendo estudado, mas o que observaram é que a nova cepa do coronavírus é parecida com a da África do Sul. No entanto, como o infectado não viajou, nem teve contato com ninguém que foi para o país, há a possibilidade desta ser uma nova evolução do vírus.

O governo do estado de São Paulo identificou nova cepa da covid-19 em Sorocaba (Foto: Getty Images)

“Ontem [30], terminamos a análise do material genético da rede de laboratório com o Butantan e universidades que estão fazendo esse trabalho. Em Sorocaba, foi identificada uma variante. É uma variante assemelhada à da África do Sul”, disse Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, em coletiva no Palácio dos Bandeirantes nesta quarta-feira, 31 de março.

O caso está sendo acompanhado pela Vigilância Epidemiológica e pela Secretaria Estadual da Saúde para entender se é isolado ou se há outros infectados. Precisamos determinar qual a real incidência [da variante]. Se for apenas um caso, as medidas são as medidas que estão em andamento. Fora isso, [está sendo feito] o acompanhamento genômico de outros locais para a observação do surgimento dessa variante, porque isso é esperado. Temos que fazer esse sequenciamento rotineiro de um percentual das amostras que são testadas, exatamente para fazer o monitoramento do aparecimento das variantes”, explicou.