Covid-19: vacina de Oxford tem previsão para ser registrada pela Anvisa até fim de fevereiro

A previsão foi feita pelo Ministro da Saúde durante uma reunião com os governadores, que explicou como o registro irá funcionar

Resumo da Notícia

  • Vacina de Oxford deverá ser registrada na Anvisa até fim de fevereiro
  • A informação veio do Ministro da Saúde
  • Ele falou sobre o tema em uma reunião com governadores
  • Veja o que ele disse

O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta terça-feira, 8 de novembro, que a previsão é a de que a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca tenha o registro aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no fim de fevereiro. A informação foi passada durante uma reunião com os governadores no Palácio do Planalto e divulgada pelo portal G1.

-Publicidade-
A previsão veio do Ministro da Saúde (Foto: Unsplash)

“Isso é AstraZeneca, em que fase está: previsão de submeter à Anvisa (em dezembro). Previsão de registro? Previsão de início no final de fevereiro. Então, se Deus quiser, com tudo pronto nós iniciarmos a vacinação da AstraZeneca“, disse ele na reunião, quando questionado sobre a etapa de desenvolvimento que o imunizante se encontra.

Ele ainda explicou que a “vacina de Oxford” está concluindo a terceira fase dos testes. O próximo passo, assim que os testes forem finalizados, é submeter o imunizante à Anvisa, que vai avaliar se o registro pode ou não ser efetuado. De acordo com o ministro, esses documentos devem ser enviados à agência até o fim deste mês.

“Se houver recomendações incompletas, para o relógio […] Se isso acontecer, nós só vamos ter registro efetivo da AstraZeneca final de fevereiro, mesmo que tenham chegado as 15 milhões de doses em janeiro. A Anvisa ela seguirá dentro dos seus critérios técnico, com certeza ela vai fazer o mais rápido possível”, explicou Pazuello.