Criança mata mãe com tiro acidental após encontrar arma do pai em casa

A mulher foi atingida na cabeça e morreu antes que os paramédicos pudessem socorrê-la, na Flórida, nos Estados Unidos

Resumo da Notícia

  • Uma criança atirou na mãe com uma arma que encontrou em casa
  • A mulher foi atingida na cabeça e não resistiu aos ferimentos
  • A arma era do pai e não foi guardada com segurança
  • Os filhos da mulher estão sendo cuidados por parentes

Na última quarta-feira, 11 de agosto, uma criança matou a mãe com um tiro acidental disparado por uma arma que encontrou pela casa. Shamaya Lynn, de 21 anos, foi atingida na cabeça enquanto fazia uma videoconferência. Os participantes da ligação logo acionaram a emergência da Flórida, nos Estados Unidos.

-Publicidade-
Criança mata mãe com tiro acidental após encontrar arma do pai em casa (Foto: Reprodução/ Instagram)

A idade exata da criança não foi divulgada pela polícia, mas de acordo com o portal G1 ela deve ter entre 12 e 36 meses de vida. Segundo a investigação do caso, os colegas da mulher viram a cena ao vivo, um deles rapidamente pediu socorro ao ouvir o som do tiro e ver Shamaya cair para trás.

Em um comunicado, a equipe responsável pelo caso afirmou: “Policiais e paramédicos fizeram o melhor que puderam para acudir a sra. Lynn, mas ela foi encontrada com um ferimento a bala na cabeça”.

Lynn, que também tem outro filho pequeno, foi encontrada já morta no apartamento. A polícia informou: “Os investigadores determinaram que o ferimento foi causado por uma criança que encontrou uma arma carregada, deixada sem segurança por um adulto no apartamento”.

As crianças estão sendo cuidadas por parentes (Foto: Reprodução/ Shutterstock)

De acordo as investigações, a arma pertencia ao pai dos menores, que felizmente não ficaram feridos. O objeto claramente não estava guardada em um lugar seguro e correto, por isso, os investigadores trabalham em conjunto ao gabinete da Procuradoria do Condado de Seminole para determinar se serão apresentadas acusações contra o pai. Agora, as crianças estão sendo cuidadas por parentes.