Criança russa chora após ser presa em Moscou por protestar contra a guerra na Ucrânia em vídeo emocionante

Meninos e meninas foram às ruas com cartazes dizendo não a guerra entre Rússia e Ucrânia, mas foram detidas por policiais

Resumo da Notícia

  • Crianças russas saíram às ruas para protestar contra a guerra na Ucrânia
  • Elas foram detidas após deixarem flores na embaixada ucraniana na Rússia
  • Meninos e meninas choraram dentro da delegacia

Crianças russas foram detidas pela polícia por protestarem contra a Guerra na Ucrânia, na quarta-feira, 2 de março. Uma das crianças segurava um cartaz no qual está escrito “não à guerra” e implorou para que o conflito parasse.

-Publicidade-
As crianças foram junto das mães deixar flores na embaixada ucraniana na Rússia
As crianças foram junto das mães deixar flores na embaixada ucraniana na Rússia (Foto: Reprodução/ Twitter/ @Dmytro Kuleba)

Em uma publicação feita no Twitter pelo perfil UkraineRussiaW3, um vídeo mostra o desespero das crianças que foram presas. Na legenda está escrito: São crianças que foram presas ontem em Moscou. Eles tentaram levar flores para a embaixada ucraniana”

Frente a isso, Dmytro Kuleba, ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, publicou no Twitter, junto as fotos dos garotos presos, a seguinte legenda: “Putin está em guerra contra crianças. Na Ucrânia, onde seus mísseis atingem creches e orfanatos, e também na Rússia”.

Ele completou: “David, 7 anos; Sofia, 9 anos; Mtvey, 11 anos; Gosha; e Liza passaram a noite atrás das grades em Moscou por causa de seus cartazes de ‘não à guerra’. Esse é o tanto que Putin está assustado”.

As fotos foram compartilhadas pelo político da oposição, Ilya Yashin
Crianças russas foram presas por protestarem contra guerra na Ucrânia (Foto: Reprodução/ Twitter/ @Dmytro Kuleba)