Crivella anuncia “lockdown parcial” no Rio de Janeiro e nós te mostramos o que muda

O bloqueio acontecerá no Calçadão de Campo Grande, na Zona Oeste, e guardas municipais irão vigiar o local. Algumas pessoas ainda poderão circular, mas a medida serve para combater a disseminação do coronavírus na cidade

Resumo da Notícia

  • Crivella anuncia "lockdown parcial" no Rio de Janeiro
  • O bloqueio acontecerá no Calçadão de Campo Grande, na Zona Oeste
  • O local é o que mais recebe denúncias de aglomerações e tem o maior número de mortes da capital
  • Guardas Municipais irão vigiar a região
  • Veja quem pode e quem não pode circular
Rio de Janeiro determina “lockdown parcial” (Foto: Getty Images)

Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, anunciou nesta quinta, 7 de maio, que iniciará um bloqueio no Calçadão de Campo Grande, na Zona Oeste. A ação tem como finalidade reduzir o aumento dos números de casos de coronavírus na cidade e passará a valer a partir das 5h desta sexta, 8 de maio.

-Publicidade-

O bairro é o que mais recebe denúncias de aglomerações e tem o maior número de mortes da capital, com 40 óbitos registrados. Para definir a medida, Crivella usou o termo “lockdown parcial” e disse que as ações estão sendo tomadas porque os apelos de conscientização pelo isolamento social não surtiram o efeito desejado na região.

A prefeitura pretende colocar a Guarda Municipal nos calçadões para limitar as aglomerações e garantir que as lojas permaneçam fechadas. Foi anunciado que o local será vigiado por guardas 24h por dia, por 7 dias seguidos, prazo que pode ser estendido.

-Publicidade-

“Somente funcionários de atividades essenciais, por exemplo, farmácias, agências bancárias e supermercados terão a entrada autorizada, mediante apresentação de documento [crachá]”, informou a prefeitura em recado fornecido à UOL.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-