Daiana Garbin dá detalhes sobre a fase decisiva no tratamento da filha: “Concentrar energias”

A filha de Tiago Leifert foi diagnosticada com retinoblastoma em janeiro deste ano, e o casal tem vindo a público dar notícias sobre o quadro de saúde dela

Resumo da Notícia

  • A Daiana Garbin deu mais detalhes sobre a fase decisiva no tratamento da filha
  • A filha de Tiago Leifert foi diagnosticada com retinoblastoma em janeiro deste ano, e o casal tem vindo a público dar notícias sobre o quadro de saúde dela
  • O relato foi feito por meio dos stories nos Instagram

Durante a última terça-feira, 21 de junho, por meio dos stories do Instagram, a Daiana Garbin, jornalista, mãe de Lua e esposa de Tiago Leifert – contou aos seguidores os motivos pelos quais está ausente, nos últimos dias, nas redes sociais. A explicação se deu após os internautas questionarem a diminuição de frequência de publicações e por ela não relatar mais o estado de saúde da filha.

-Publicidade-
Daiana Garbin
Daiana Garbin dá mais detalhes sobre o estado de saúde da filha (Foto: Reprodução / Instagram)

De início, falou: “Oi! Eu estava sumidinha aqui do Instagram, porque de tempos em tempos eu decido me afastar um pouco e concentrar todas as energias na Lua, no tratamento da Lua. Alguns de vocês perguntaram como está, está tudo bem, a gente segue firmes na luta”. Na sequência, disse: “Ontem, já fiz um post sobre retinoblastoma. É muito importante que a gente não deixe cair no esquecimento essa doença que pode ser tão perigosa para nossas crianças tão pequenininhas. O retinoblastoma pode levar uma criança a ficar cega, pode levar à morte, é uma doença muito séria”.

Por fim, esclareceu: “A gente não costuma dar muita atenção para saúde dos olhos das crianças. Em geral, a criança vai ao oftalmologista só quando reclama de algum problema de visão, já na escola, bem mais tarde. Então, uma visita ao oftalmologista, no primeiro ano de vida, pode fazer um diagnóstico precoce de vários tipos de doenças e problemas de visão”.

Entenda o caso

A filha de Tiago Leifert foi diagnosticada com retinoblastoma em janeiro deste ano, e o casal tem vindo a público dar notícias sobre o quadro de saúde dela. Recentemente o apresentador contou, em um bate-papo na internet, um pouco mais sobre o tratamento da filha e paternidade.

“Mudei muito a minha vida por causa da Lua.”, começou falando. “A gente teve filho agora, eu e a Dai, e brinca: “Por que a gente não teve antes? Queria ter tido mais! Porque é muito, muito bom!” Eu quero vê-la crescer, quero ficar com ela. Eu largo, perco dinheiro, vou parar de fazer coisa, não ter oportunidade, se precisar, para ficar com ela. E mesmo tudo o que a gente está passando não é fácil. Não vou nem entrar nesse assunto para vocês não saírem daqui chorando. Mas eu não troco por nada.”

“Se me falassem: ‘Você vai passar por isso toda semana’. Vambora. Essa é a missão para ter minha filha comigo? Vambora. Não troco uma sessão dela de quimioterapia por nada. Sei que é ruim (…), mas eu amo aquele momento de estar com ela. Não troco. Mesmo nos momentos mais difíceis, as coisas mais bizarras que a gente está passando, vale muito a pena porque é ela. Ela é demais. A pequenininha é sensacional.”, contou Tiago.

A filha de Tiago Leifert foi diagnosticada com retinoblastoma
A filha de Tiago Leifert foi diagnosticada com retinoblastoma (Foto: Reprodução / Instagram @garbindaiana)

Lua foi diagnosticada com retinoblastoma, um câncer raro nos olhos, e o apresentador falou um pouco mais sobre a trajetória da família após descobrirem. “No câncer, às vezes, a situação mais pessimista é a realista. É muito difícil. Às vezes, no câncer, o dia ruim é o dia real. Você pode ir lá achando que vai dar tudo certo e pode tomar uma rasteira. Eu e a Dai tomamos uma rasteira em janeiro. Estava tudo indo bem e, depois, não estava mais com o tratamento. A gente ficou muito abalado naquele dia. A gente não estava esperando uma notícia ruim. Os médicos falam que não é tão ruim assim. Claro. Olhando de longe e olhando os outros casos, eu entendo. Mas, cara, é a minha filha. Para mim, era o fim do mundo aquela situação que a gente estava vivendo em janeiro.” Leia aqui a matéria na íntegra.