Daiana Garbin mostra barriga 4 meses após dar à luz em foto de biquíni

Jornalista que é mãe de Lua, fruto do relacionamento com o apresentador do BBB21  Tiago Leifert, usou o Instagram para compartilhar o momento real da maternidade

Resumo da Notícia

  • Daiana Garbin, é mãe de Lua, de quatro meses
  • A bebê é fruto do relacionamento com o apresentador do BBB21  Tiago Leifert
  • Daiana Garbin mostrou uma foto sincera de biquíni mostrando a barriga pós-parto

Daiana Garbin, é mãe de Lua, de quatro meses, fruto do relacionamento com o apresentador do BBB21 Tiago Leifert. Nesta quarta-feira, 03 de março, a jornalista usou o Instagram para compartilhar um momento maternidade real com o qual muitas mães vão se identificar.

-Publicidade-
Daiana Garbin e Tiago Leifert são pais de Lua (Foto: Reprodução / Instagram @garbindaiana)

Mãe de primeira viagem, ela compartilhou uma foto sincera de biquíni mostrando a barriga pós-parto. Em uma foto de biquíni tomando sol, Daiana Garbin que está amamentando exclusivamente, fez uma brincadeira sobre o momento. “Pensei em escrever uma legenda inteligente ou reflexiva mas olho a foto e só consigo pensar em: esquentando o leite!”, escreveu ela na legenda.

Diante da imagem, muitas mães se identificaram e não deixaram de comentar o post. “Eu amei a foto real, barriga real, mulher real!”, comentou uma internauta. “Por mais mulheres reais como você! Principalmente aqui na rede, e que tenham um alcance como o seu, isso é tão necessário!”, disse outra. “Obrigada por me representar ao postar uma foto com o corpo real de uma mulher que acabou de ter filho”, comentou uma terceira.

-Publicidade-
Daiana Garbin, esposa de Tiago Leifert mostra a barriga pós-parto (Foto: Reprodução / Instagram @garbindaiana)

Daiana Garbin faz desabafo sobre culpa na amamentação

Recentemente, Daiana Garbin, falou sobre o período da amamentação da filha, Lua, fruto do relacionamento com o apresentador do BBB21 Tiago Leifert. A jornalista contou no Instagram que alimenta a filha exclusivamente com o leite materno, mas teve momentos difíceis.

Daiana Garbin comemorou o 4º mês de vida da filha com Tiago Leifert (Foto: Reprodução / Instagram @garbindaiana)

Daiana Garbin admitiu que tinha medo da amamentação. “Não foi fácil chegar ao momento que estou hoje, de amamentação exclusiva. Estou dando só o peito desde que ela nasceu. Ela nunca tomou nem complemento, nem mamadeira, nada, só o peito. É uma alegria que nem sei explicar porque eu tinha muito medo da amamentação”, contou ela.

Por conta de ser sensível a dor, ela contou detalhes de como foi o começo da amamentação. “No começo fiquei com o mamilo muito sensível, parecia carne viva e doía muito. Eu tenho a pele muito fininha e sensível nesta região. Era uma dor que só quem passa por isso sabe explicar. É como se você tivesse uma pele machucada que toda hora está cutucando. Não dava tempo de cicatrizar porque dali duas ou três horas no máximo, a bebezinha já está mamando de novo”, disse.

Daiana Garbin ainda falou do preparo da mama para o início da produção do leite, no quarto dia da apojadura. “Nessa descida do leite mesmo no quarto dia foi quando quando o bicho pegou para mim. Meus peitos viraram duas pedras. Foi desesperador. O peito está tão cheio, que a criança não tem força para pegar o bico para mamar. Ela fica só na pontinha do bico, daí faz fissura, machuca e sangra”, contou.

Ela ainda falou sobre como lidou com a culpa neste período.  “E o bebê chora de fome e você não consegue dar o peito. Eu me perguntava: ‘O que eu estou fazendo de errado?’ Mas muitas outras mulheres passam por isso. Quantas vezes amamentei chorando de dor. A amamentação não é tão linda como parece no começo, mas melhora muito e hoje dou com alegria”, disse ela.

Amamentação e dor

No começo da amamentação, é normal sentir dor na hora da descida do leite. Afinal, você nunca havia feito isso. Uma das maiores dificuldades é encontrar a pega correta. Muitas mães sentem dor até conseguirem encontrar a posição. A pega correta tem que ser sempre na aréola, não pode ser no bico. A parte de cima da aréola tem que ficar mais visível do que a de baixo, os lábios do bebê devem estar em formato de peixinho e, quando ele suga, o seio da mãe vai para dentro da boca dele.

Cinthia Calsinski, mãe de Matheus, Bianca e Carolina, enfermeira obstetra e colunista da Pais&Filhos explica: “Existem diversas posições para o bebê se acomodar ao seio. Mas é importante observar a boca do bebê, se está com abre de peixinho. E se o queixo do bebê toca a mama e o nariz fique livre. Assim, ajuda a massagear a mama também, ajudando no esvaziamento”.