Decisão judicial determina que maternidade pague tratamento de bebê que caiu no chão durante o parto

A Maternidade Sofia Feldman poderá pagar uma multa de R$ 500 mil, caso recuse oferecer tratamento médico, cirúrgico e psicológico ao casal e à bebê. O hospital é acusado após a recém-nascida cair no chão logo em seguida do parto

Resumo da Notícia

  • Após uma decisão judicial, a Maternidade Sofia Feldman poderá pagar uma multa caso não preste apoio médico, cirúrgico e psicológico ao bebê e à família da vítima
  • A criança caiu no chão logo após vir à luz. Por conta da queda, a recém-nascida sofreu traumatismo craniano e hemorragia
  • A bebê teve que levar 11 pontos na cabeça

No início de maio, uma recém-nascida caiu no chão da recepção da maternidade, logo após vir à luz. Por conta da queda brusca, a bebê sofreu traumatismo craniano e hemorragia, originando em um corte que a fez levar 11 pontos na cabeça. Após decisão do juiz da 8ª Vara Cível, o Armando Ghedini Neto, a Maternidade Sofia Feldman poderá pagar uma multa de até R$ 500 mil, caso recuse oferecer tratamento médico, cirúrgico e psicológico ao casal e à bebê.

-Publicidade-

O juiz também determinou que o prontuário médico e a filmagem sejam reunidos aos autos, sob pena de R$ 500 a R$ 100 mim. Além disso, por conta da grave situação, foi determinado que o Ministério Público atue no caso. Ao todo, a Maternidade Sofia Feldman tem 15 dias úteis para apresentar a defesa.

Em nota à imprensa, a Maternidade disse que, no momento em que a enfermeira obstétrica se preparava para prestar assistência, a bolsa da gestante se rompeu junto com a descida rápida da criança, a qual tocou o chão por conta da força de expulsão da contração.

A recém-nascida levou 11 pontos na cabeça por conta da queda
A recém-nascida levou 11 pontos na cabeça por conta da queda (Foto: Reprodução / Arquivo pessoal)

“Com base na denúncia feita pela usuária Josiane Marques no dia 06/05, em que sua bebê nasceu no Pronto Atendimento do Hospital de maneira extremamente atípica, O Hospital Sofia Feldman esclarece: A paciente identificada como Josiane, chegou no hospital no dia 06/05, dando entrada no nosso Pronto Atendimento às 07h38, em seguida a usuária passou pelo processo de triagem. Durante o pré-atendimento ela foi classificada com a pulseira verde devido ao quadro de contrações leves e estáveis. Tudo de acordo com o protocolo de A&CR (Acolhimento com classificação de risco em obstetrícia), do Ministério da Saúde, podendo então esperar até 2 horas para ser atendida”, iniciou.

Em complemento, a nota explicou: “Às 08h30, a paciente apresentou queixas de aumento de contrações e pediu uma nova avaliação, que logo foi feita pela equipe, durante o tempo da 2ª avaliação uma sala ao lado estava disponível para reavaliação da gestante, que alegou que não conseguia se locomover até a sala. No momento em que a Enfermeira Obstétrica se preparava para realizar a assistência adequada no local a bolsa se rompeu junto com a descida extremamente rápida da criança, que veio a tocar o chão devido a força de expulsão da contração”.

Por fim, a Maternidade Sofia Feldman concluiu: “Após o ocorrido, a criança foi imediatamente segurada e colocada no colo da mãe e seguiu imediatamente para avaliação da equipe de pediatria do hospital, que logo solicitou uma tomografia de crânio do bebê. Ela foi encaminhada para o Hospital Risoleta Neves para a realização do exame. Com o resultado do exame em mãos a equipe assistencial do Hospital Sofia Feldman decidiu pela internação do RN em uma UTI, até que fosse transferido para o Hospital João XXIII, onde passou por procedimento cirúrgico. No momento do nascimento a gestante foi acolhida pela equipe recebendo alta no dia seguinte”.

Entenda o caso

Uma câmera de segurança flagrou o momento exato em que um bebê caiu no chão, logo após o momento do parto. O caso aconteceu na recepção do hospital maternidade Sofia Feldman, localizado em Belo Horizonte, Minas Gerais. O flagrante aconteceu no início de maio. Segundo o portal jornalístico Massa News, a Polícia Civil investiga a possibilidade de negligência do centro médico.

Segundo o SBT News, a gestante estava aguardando atendimento na recepção – mas, em momentos seguintes, ela chama a enfermeira, e tenta se levantar, no entanto, não consegue. Uma outra enfermeira se aproximou para ajudar, mas em questão de instantes, o bebê caí no chão logo ao nascer.

Momento em que a criança é pega do chão e colocada no colo da mãe

Após a queda, a bebê permaneceu no chão por cerca de 20 segundo, até a enfermeira colocar a recém-nascida nos braços da mãe. Mãe e filha foram encaminhadas ao centro interno do hospital. Em contagem, do trabalho de parto ao nascimento, passou-se 1 hora. Por conta da queda, a criança teve hemorragia e traumatismo craniano, e ficou seis dias internada no Hospital João Paulo II, mas está se recuperando da queda em casa.